Aliança AgroBrazil debate promoção do agro no mercado asiático

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Aliança AgroBrazil debate promoção do agro no mercado asiático


Brasília (13/04/2021) – A Aliança AgroBrazil da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na terça (13), para discutir com as associações do setor formas de ampliar a participação do agro no mercado asiático.

Os dois principais temas foram o 14º Plano Quinquenal da China que prevê metas para o desenvolvimento do país no período de 2021-2025, e o Acordo Comercial Mercosul-Coreia do Sul.

O diretor geral do Escritório da InvestSP na China, José Mário Antunes, falou sobre o plano da China, com destaque para quatro áreas: tecnologia e inovação, equilíbrio da oferta com demanda externa e interna, segurança alimentar e desenvolvimento sustentável.

“O produto brasileiro tem posição cativa na China, não apenas por termos a capacidade de atender com quantidade e qualidade o mercado, mas por sermos um parceiro estratégico do chinês. Mesmo com o estreitamento das relações com os Estados Unidos, não acredito que vamos perder espaço porque o mercado chinês continua crescendo”, disse.

Antunes ressaltou que os chineses têm interesse nos produtos brasileiros, principalmente os que possuem valor agregado. “Acredito que a China ainda vai dar espaço ao Brasil por muitos anos. Mesmo nesse momento crítico de pandemia, é importante estreitar as relações com o país e com a Ásia como um todo.”

O vice-presidente de Relações Internacionais da CNA e presidente da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, destacou a importância do mercado chinês para o produtor rural brasileiro e as características da produção agropecuária no Brasil que possibilitam atender esse mercado.

“A classe média que mais cresce no mundo é a chinesa, isso significa mais pessoas exigindo o consumo de mais produtos e isso será ótimo para nós.”

Camila Sande, coordenadora de Promoção Comercial da CNA, falou sobre os resultados do projeto Agro.BR em 2020. Ela afirmou que o projeto realizou rodadas de negócios em 2020 e a previsão é promover mais em 2021.

“Também iremos lançar o Projeto Aterrissagem em parceria com a InvestSP, que trará um passo a passo para os empresários brasileiros acessarem o mercado chinês, além de focarmos em estratégias setoriais de atuação, com estruturação do plano para exportação, treinamento e ação,” disse.

O grupo também discutiu o futuro Acordo Mercosul-Coreia do Sul, apresentado por Pedro Rodrigues, assessor técnico de Relações Internacionais da CNA. Pedro falou sobre as características do mercado sul-coreano e mostrou um comparativo entre os principais acordos já firmados pela Coreia do Sul com outros países. De acordo com ele, somente um acordo amplo conseguirá garantir o acesso dos produtos agropecuários brasileiros.

“O mercado sul-coreano é muito importante para o agro brasileiro e o acordo com o bloco deve ser impulsionado por todas as entidades do setor”, destacou a diretora de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

Mais Notícias em Agronegócio

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes