ATeG se expande para mais duas cadeias produtivas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

ATeG se expande para mais duas cadeias produtivas


A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) iniciou duas novas frentes de trabalho. Desde agosto, 20 propriedades estão sendo atendidas na cadeia produtiva da floricultura, em parceria com Sindicato Rural de Tangará da Serra.

Uma das atendidas é a produtora Tânia Sansão. Ela sempre gostou de flores, já fez e vendeu mudas e quis aproveitar para aprender ainda mais. “Nos últimos cinco anos passei a cultivar rosa do deserto. Eu soube dessa oportunidade de assistência e achei que seria interessante para mim. Fiquei interessada em umas flores que o técnico falou e até agora está muito bom”.

Professora e Pós – Doutora na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Celice Alexandre Silva, acompanha a ATeG no município desde o início dos atendimentos de fruticultura e olericultura. Para ela, essa é uma oportunidade de também desenvolver a área da floricultura, visto que as outras já estão mais consolidadas. “Tangará da Serra é o município onde se encontra a propriedade rural com a maior área de plantio de flores tropicais do estado, temos muitos produtores que cultivam e há muito a crescer”. 

De acordo com a pesquisadora, a meta é auxiliar tanto os produtores de flores de corte, destinadas à venda para decoradores, tanto a produtores de flores de vaso, como os viveiristas. “A chegada da ATeG muda a chave, por causa do lado gerencial. Independentemente do tipo de flor produzida, o produtor rural vai conseguir gerar renda, vai aprender a valorar o que ele já tem e vai aprender a ganhar dinheiro com aquilo”.

Apicultura – Há previsão de abertura da frente de apicultura nos próximos dias nos municípios de Rondonópolis, Jaciara e Porto dos Gaúchos. “Os atendimentos estão previstos para o próximo mês e os técnicos já estão sendo credenciados. Estamos com demandas em três municípios e queremos iniciar o mais breve possível”, afirma o coordenador da ATeG, Armando Urenha.

O ano de 2021 foi crucial para o desenvolvimento da apicultura em Jaciara. Após diversos treinamentos, foi registrada uma associação de apicultores e agora, será iniciado o atendimento pela ATeG. Para o presidente do Sindicato Rural, Alberto Chiapinotto, essas atividades incentivam os apicultores a se desenvolverem na atividade. “É uma forma de dar viabilidade e renda. É projetar algo para que as pessoas coloquem em prática os ensinamentos e trabalhem com entusiasmo”.

Metodologia – O objetivo da Assistência Técnica é atender os produtores rurais ofertando um modelo de gestão e operação que engloba todos os processos da atividade produtiva.

No primeiro momento é feito um diagnóstico produtivo individualizado, depois vem o planejamento estratégico, a adequação tecnológica, capacitação profissional complementar e avaliação sistemática de resultados. Os produtores recebem acompanhamento personalizado, gratuito e individual periodicamente.

Fonte: CNA Brasil

Mais Notícias em Agronegócio

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes