Com estrutura moderna e prática, hidroponia é opção para otimizar cultivo de hortaliças

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Com estrutura moderna e prática, hidroponia é opção para otimizar cultivo de hortaliças


No lugar do canteiro, uma canaleta e, ao invés da terra, a água. Essas são algumas das características da hidroponia. O cultivo tecnificado e prático é uma alternativa para quem é adepto à inovação e busca otimização e bons resultados na horticultura. Este é o tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (04).

Com poucas interferências climáticas e muita viabilidade econômica, o sistema hidropônico ganha cada vez mais adeptos em Mato Grosso do Sul.

“A água com nutrientes que passa pelas raízes das hortaliças proporciona uma limpeza do local de cultivo, e isso permite que o produto seja colhido e diretamente embalado para a comercialização. O cultivo protegido pode também levar a uma redução do uso de defensivos, e a altura das bancadas facilita o manuseio por parte dos trabalhadores”, explica o técnico do Senar/MS, Murilo Endo.

Mesmo com inúmeras vantagens, de acordo com Endo, antes de optar pelo método, é preciso levar em consideração alguns detalhes. Além do tamanho da área e do perfil do produtor, a água deve ser de boa qualidade, e a rede de energia deve ser estável. A orientação é feita aos produtores atendidos pela Assistência Técnica e Gerencial na olericultura.  

“A hidroponia é totalmente dependente de energia elétrica e, na falta da mesma, em duas horas, o produtor pode perder todo o cultivo, o que exigirá uma irrigação manual, se for o caso. No verão existe um risco maior, já que a temperatura da água pode queimar a raiz, e o calor provocar o aparecimento de fungos e insetos”, esclarece.

O custo para implantar um sistema hidropônico, com estrutura completa, moderna e com conforto térmico para as espécies, gira em torno de R$150 o metro quadrado. Folhosas como alface, rúcula, agrião, salsinha, coentro e almeirão são as mais cultivadas neste método.

Quer saber mais sobre o mercado de hortaliças do estado? Leia a matéria da editoria #MercadoAgropecuário. Os cursos desta e de outras áreas você encontra em senarms.org.br

Foto: Murilo Endo

Fonte: CNA Brasil

Mais Notícias em Agronegócio

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes