Empresários do Rio de Janeiro visitam a Famato

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Empresários do Rio de Janeiro visitam a Famato


Um grupo de empresários do Rio de Janeiro esteve em Mato Grosso para conhecer as potencialidades econômicas do estado e passaram a manhã de quinta-feira (21/10) na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado Mato Grosso (Famato). Na oportunidade, foram feitas apresentações sobre dados do agro mato-grossense e o funcionamento de todo o sistema sindical rural. Eles saíram surpreendidos com as informações.

O grupo faz parte da comunidade de liderança YOP (Young Presidents Organization), formado por empresários dos setores de finanças, hotelaria, consultorias, seguros, construtora e agropecuária de várias partes do Brasil. A YOP é uma comunidade de liderança global de executivos-chefes movidos pela crença compartilhada de que o mundo precisa de líderes melhores. O grupo se reúne para formar líderes e pessoas melhores. A organização foi fundada em 1950 e atualmente está em 142 países, segundo informações do site oficial.

Mensalmente, os empresários se encontram para uma viagem de conhecimento. Desta vez, escolheram o Sistema Famato, em Cuiabá, para conhecer a produção agrícola e pecuária de Mato Grosso e a evolução do setor na economia nacional. O presidente, Normando Corral, fez a apresentação institucional do sistema que é formado pela Famato, Serviço Nacional de aprendizagem Rural (Senar-MT), Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e Sindicatos Rurais e a finalidade de cada um.

Os empresários saíram da reunião impactados com o desenvolvimento da agricultura e pecuária no estado. “Viajamos todos os anos e nunca vimos algo parecido com isso aqui”, disse um deles.

O empresário Marcos de Carvalho, da Ancar Shopping Center, destacou sobre comunicação e sustentabilidade no agronegócio. “Vejo que a comunicação é um desafio ainda para o setor produtivo, portanto sugiro ao grupo discutir e refletir sobre as formas de como contribuir e potencializar as ações do agronegócio, ampliando a compreensão pública sobre a sua capacidade em incorporar processos e práticas de sustentabilidade”, afirmou.

O superintendente do Senar-MT, Chico da Paulicéia, apresentou a entidade que tem a missão de promover o desenvolvimento profissional e social do trabalhador rural, por meio de ferramentas educacionais, como treinamentos e capacitações. No portifólio já conta com mais de 350 treinamentos.

Os dados econômicos e produtivos do agronegócio de Mato Grosso foram abordados pelo superintendente do Imea, Cleiton Gauer, e o diretor executivo do Instituto AgriHub, Otávio Celidonio, destacou os trabalhos desenvolvidos pelo instituto mais novo do sistema que tem o objetivo apresentar soluções para os problemas dos produtores rurais e de grandes empresas ligadas ao agronegócio brasileiro.

Startups – Na sequência, o grupo interagiu com a startup mato-grossense Creditares que busca a conexão dos produtores rurais com as mais variadas fontes de financiamento e crédito rural. Outras três startups, a TBDC – Agro Software (especializada em agricultura digital), M Tech4 (inovações tecnológicas para agroindústria) e a Lucro Real (com ferramenta para o produtor gerenciar seu dinheiro) também apresentaram soluções e responderam aos questionamentos dos empresários.

Também participaram os diretores Vilmondes Sebastião Tomain (Administrativo e Financeiro), José Luiz Fidelis (Relações Institucionais) e Marcos da Rosa (2° vice-presidente).

Fonte: CNA Brasil

Mais Notícias em Agronegócio

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes