Prêmio Brasil Artesanal 2020 vai mostrar qualidade e tradição na fabricação de salame

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Prêmio Brasil Artesanal 2020 vai mostrar qualidade e tradição na fabricação de salame


Brasília (27/10/2020) – O ponto de maturação, a qualidade, a textura, o tempero e a criatividade para executar o salame são algumas características que serão analisadas pela Comissão Julgadora do “Prêmio Brasil Artesanal 2020 – Charcutaria”.

O objetivo da edição deste ano é reconhecer os produtores dos melhores salames artesanais do país. A iniciativa é uma parceria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com a Academia da Charcutaria.

Para se inscrever, o participante tem que ser produtor rural e se cadastrar no Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais. Segundo a assessora técnica da CNA, Ana Lígia Lenat, a intenção é valorizar os produtores artesanais e divulgar a alta qualidade desses alimentos.

“É uma oportunidade única para o produtor divulgar o seu produto, seu trabalho, além de conhecer o que está sendo feito por outros produtores. O prêmio é uma forma de cumprir com o nosso propósito, que é melhorar a vida do produtor, gerar renda e dar a ele a oportunidade de acessar outros canais de comercialização”, afirmou Lenat.

De acordo com o regulamento, o produtor só pode inscrever um tipo de salame artesanal e o lote enviado deve conter três amostras que totalizem um peso mínimo de 500 gramas cada, tudo embalado a vácuo e congelado. Para o cofundador da Academia de Charcutaria, Diego Jacob, o ponto de maturação é um fator importante na produção do embutido.

“A maturação é o descanso do salame com temperatura e umidade adequadas, que permitirão a transformação da proteína no que conhecemos como salame”, destacou Jacob.

Para ser avaliado na competição, o salame deve ser elaborado com no mínimo 60% de carne suína. O restante do produto pode conter carne bovina, toucinho, além de temperos e condimentos.

“Independente da porcentagem, o toucinho é essencial para obter um produto agradável no final. Na competição, nós estabelecemos o critério de 15% a 30% de proteína gorda dentro da composição do embutido artesanal, para que o julgamento seja mais fácil e para que a gente tenha um parâmetro próximo”, disse o cofundador da Academia de Charcutaria. Além desses critérios, o produtor de salame precisa estar atento às boas práticas de fabricação de alimentos.

O técnico de campo do Serviço Nacional de a Aprendizagem Rural (Senar) de Minas Gerais, Newton de Alencar, explicou que o cuidado começa na escolha e na compra da carne. “Na hora de adquirir a carne, o produtor deve escolher um frigorífico idôneo, que tenha inspeção e que a matéria prima apresente características desejáveis, como PH, sanidade e cor, qualidades que o salame exige”.

Serão selecionados para concorrer à etapa de seleção final por júri convidado os 5 (cinco) produtos concorrentes com melhor classificação após avaliações realizadas pela comissão julgadora. A divulgação dos finalistas está prevista para o dia 13 de novembro de 2020, pelo site e mídias sociais da CNA.

O produtor vencedor receberá R$ 3.000 e certificado de campeão do “Prêmio Brasil Artesanal 2020 – Charcutaria”. O segundo colocado receberá certificado de vice-campeão e R$ 1.700. O terceiro colocado receberá certificado e R$ 1.000. Já o quarto e quinto lugar receberão R$ 500 e R$ 300, respectivamente, além do certificado.

A assessora técnica da CNA, Marina Zimmermann, convida os produtores a participarem do Prêmio: “produtor, aproveite a oportunidade de mostrar ao Brasil a qualidade dos produtos nacionais”.

Clique aqui para ler o regulamento do Prêmio Brasil Artesanal 2020 – Charcutaria.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

Mais Notícias em Agronegócio

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes