Botucatu: situação de coletor de lixo demitido após aparecer brincando em vídeo segue indefinida

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Botucatu-Situacao-de-coletor-de-lixo-demitido-apos-aparecer-brincando-em-video-segue-indefinida
Botucatu-Situacao-de-coletor-de-lixo-demitido-apos-aparecer-brincando-em-video-segue-indefinida

Botucatu: Situação de coletor de lixo demitido após aparecer brincando em vídeo segue indefinida

Após aparecer em um vídeo que viralizou, no final do mês de abril, o coletor de lixo que nas imagens aparece brincando de forma descontraída, durante o trabalho, foi demitido e a reação nas redes sociais não foram nada positivas para a empresa que administra a coleta na cidade.

Nas redes sociais, a opinião pública se mostrou favorável ao coletor que, segundo a maioria dos comentários em postagens que tratam do assunto, não haveria maldade alguma em se divertir em alguns momentos durante a rotina pesada de trabalho desses profissionais.

Por outro lado, a empresa argumenta em nota que o comportamento compromete a segurança do trabalho. trecho da nota trazem as seguintes informações:

“…O colaborador envolvido na filmagem não faz mais parte do quadro da empresa por descumprimento das instruções de trabalho. Ao não agir de acordo com as regras de segurança laboral, ele colocou em risco a sua integridade física e dos demais coletores… a imagem em questão viola o Código de Integridade e Ética, recebido e assinado por todos os colaboradores logo após sua contratação, que no artigo nove dispõe sobre comunicações em nome do Grupo Corpus. As imagens, feitas durante o expediente, simulam uma prática de crime e atividade ilegal com a qual a empresa não compactua e rejeita veementemente”.

A opinião pública levou o prefeito a intervir no caso, e na quinta-feira (12), o coletor, representantes do Grupo Corpus (empresa responsável pela coleta de lixo na cidade) e o próprio prefeito, Mário Pardini, participaram de uma reunião, na tentativa de reverter a situação.

No momento o caso está sendo analisado pela empresa, que possui total autonomia na contratação e demissão de funcionários.

Enquanto isso, o ex-funcionário, Vitor Henrique Celestino, 30 anos, pai de cinco filhos, permanece afastado e sem emprego.

Mais Notícias de Botucatu e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes