Cachoeira do Véu de Noiva deve ser reaberta em 2023 após inauguração da Barragem do Rio Pardo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Cachoeira do Véu de Noiva deve ser reaberta em 2023 após inauguração da Barragem do Rio Pardo

Cachoeira do Véu de Noiva deve ser reaberta em 2023 após inauguração da Barragem do Rio Pardo

O acesso à Cachoeira do Véu de Noiva esta interditado e a reabertura deverá ocorrer no próximo ano, após o encerramento da construção da Barragem do Rio Pardo. “Concluindo a obra começamos a pensar na reabertura do Véu de Noiva. Primeiro precisamos da segurança para quem frequenta o local. Mas tão logo encerrem as obras e aconteça o enchimento da barragem no segundo semestre de 2023, o Véu de Noiva será reaberto”, explica o prefeito municipal de Botucatu, Mário Pardini.

As obras iniciadas em 2019 representam um investimento de R$ 56 milhões, e a interdição é necessária para evitar acidentes, já que a represa do Rio Pardo fica há 9 km, da Represa do Mandacaru, acima do Véu da Noiva.

Apesar de ressaltar que o único e exclusivo objetivo da represa é garantir o abastecimento de água no município, Pardini coloca que existe a possibilidade de se criar um parque municipal na região. “Futuramente a possibilidade de criação de um parque municipal, porém para isso é necessário desapropriar uma área um pouco maior”, diz.

Sabesp fez vistoria tecnica a obras da barragem do Rio Pardo em Botucatu 2

Entretanto, Pardini ressalta que essa possibilidade não é tão simples, sendo necessário discutir com a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e outros órgãos reguladores. “A barragem é de abastecimetno de água então é necessário cuidar da ocupação dessas áreas”, explica.

Pardini lembra que, com relação à Estrada Odilon Cassetari, acesso à barragem e ao Véu de Noiva, existe uma licitação aberta durante o primeiro semestre e até o final do ano do ano deverá estar plenamente pavimentada.

A Barragem do Rio Pardo garantirá reserva de 9 bilhões de litros de água, com área que chegará a 280 hectares, sendo 130 de Área de Proteção Permanente. Somente a barragem terá 566 metros de extensão, com profundidade que varia entre 15 e 20 metros.

Na manhã de quinta-feira, 20, a Sabesp de Botucatu recebeu a Diretoria de Sistemas Regionais da empresa para realizar visitas técnicas a dois empreendimentos da Companhia no município. Acompanharam as visitas Monica Porto, diretora de Sistemas Regionais da Sabesp, Maurício Tápia, superintendente da Sabesp no Médio Tietê, Mário Pardini, prefeito municipal de Botucatu, Rodrigo “Palhinha” Rodrigues, presidente da Câmara de Botucatu, além de gerentes da Sabesp e vereadores do município.

Mais Notícias de Botucatu e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes