Cães do Canil Municipal sofrerão eutanásia por conta de surto de cinomose

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Cães do Canil Municipal sofrerão eutanásia por conta de surto de cinomose

Cães do Canil Municipal sofrerão eutanásia por conta de surto de cinomose

O Canil Municipal está sofrendo um surto de cinomose que já infectou nove cães, sendo necessária a eutanásia dos mesmos, para conter o avanço da doença entre os outros cães.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o primeiro caso registrado ocorreu em agosto e desde então órgão tem trabalhado para conter o vírus que é transmitido por vias aéreas.

A cinomose é altamente contagiosa, entretanto a confirmação do surto ocorreu apenas na quarta-feira (20), em comunicado oficial conjunto entre a Pasta e a Organização Social em Saúde (OSS) Pirangi, que responde pela administração do Canil Municipal.

A eutanásia dos animais infectados se faz necessária devido ao alto grau de infecção dos nove cães. Vale lembrar que é possível proteger soa animais contra o vírus através da aplicação da vacina V8 e V10.

O que é a cinomose canina?

A cinomose é uma doença viral causada pelo vírus CDV, ou Canine Distemper Virus, também conhecido em português como o “vírus da esgana canina”. Altamente contagiosa, a cinomose canina afeta principalmente filhotes ou outros canídeos com o sistema imunológico debilitado.

Uma vez no organismo dos cachorros, o vírus pode atacar os sistemas nervoso, respiratório e gastrointestinal. Isso pode provocar a cinomose canina com sintomas que vão desde alterações da pele até problemas neurológicos.

Embora o vírus da cinomose não afete todos os cães da mesma maneira, a cinomose é uma doença muito grave. Além disso, pode até mesmo levar o pet a óbito, dependendo do estado de saúde dele.

A cinomose canina não tem cura específica, apenas tratamentos de suporte. Em alguns casos, porém, é possível fortalecer o organismo do pet a ponto de ele conseguir combater a infecção, sobrevivendo à doença.

CINOMOSE Sintomas

Confira a nota da Secretaria Municipal de Saúde sobre o caso

Orientações da Secretaria Municipal de Saúde sobre medidas de prevenção à cinomose

A melhor maneira de prevenir a cinomose é através da vacinação. Por ser uma doença contagiosa, a vacinação do filhote no desmame é necessária e altamente recomendada como rotina básica de cuidados. Atualmente, a enfermidade é controlada com a vacina, porém, mesmo em ambientes controlados, há animais que podem se infectar e apresentar os sintomas, já que a vacina não garante 100% de imunidade.

O ato de não vacinar os animais domésticos contra a cinomose, pode aumentar as chances em 100 vezes de contaminação pelo vírus. Também é de suma importância não deixar os animais soltos em via pública, para que estes não entrem em contato direto com outros animais doentes. Caso seu pet apresente sinais característicos de cinomose, como febre, diarreia, vômitos, diminuição ou ausência total de apetite, secreção nasal, tosse, respiração curta e dificultada, conjuntivite seca, tremores musculares e convulsões, procure atendimento médico veterinário imediato e evite que o mesmo tenha contato com outros animais.

Mais Notícias de Botucatu e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes