Cientistas do Amanhã busca despertar interesse pela ciência

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
mais de cem alunos já estão cadastrados no Cientistas do Amanhã busca despertar interesse pela ciência

Cientistas do Amanhã busca despertar interesse pela ciência

O projeto Cientistas do Amanhã busca despertar interesse pela ciência e está sendo promovido pelo polo da Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNA) do câmpus da Unesp de Botucatu, a iniciativa busca aproximar os estudantes do ensino médio da universidade e despertar o interesse pelo meio científico.

O projeto foi desenvolvido pensando no baixo interesse dos alunos do ensino médio, principalmente os de escola pública, pelo universo científico e pelo ingresso nas universidades.

As escolas que irão participar das atividades serão a E.E Prof. Pedro Torres, E.E Anselmo Bertoncini e a ETEC Dr. Domingos Minucucci Filho. Mais de cem alunos já estão inscritos para participar o projeto.

A iniciativa da LiNA conta com a colaboração do projeto de extensão da Unesp Botucatu “Meninas na Ciência”; do podcast de divulgação científica “Resenha com Ciência”; da professora Ariane Leite Rozza, do Insitituto de Biociências da Unesp e da bióloga Mônica Lopes Ferreira, do Laboratório de Toxinologia Aplicada do Instituto Butantan.

O projeto é constituído por três etapas. Na primeira delas, os alunos inscritos realizarão, semanalmente, capacitações e gincanas que abordem de forma simplificada conceitos vistos anteriormente em sala, em temas como extração de material genético e o funcionamento de um teste de DNA, por exemplo. As capacitações serão iniciadas dia 24 de abril e a previsão de encerramento em 27 de novembro.

Na segunda etapa será disponibilizado aos alunos uma história em quadrinhos elaborada pelos colaboradores do projeto retratando temas pertinentes ao universo científico.

Serão trabalhados os temas: o que é ciência; quem pode ser cientista; o que é Biotecnologia; como funciona a metodologia científica e a importância das universidade.

O livro será financiado pelo CeTICS (Centro de Toxinas, Resposta-Imune e Sinalização Celular), da qual faz parte a pesquisadora Mônica Lopes Ferreira. A terceira etapa é a realização de uma Feira de Ciências, ainda sem previsão de realização devido à pandemia da Covid-19.

Os interessados em contribuir para custear os gastos com o desenvolvimento das atividades podem fazê-lo por esse Link ou esse outro link

Fonte – Agência de Notícias da Unesp

Mais Notícias de Botucatu e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes