TRE informa documentos necessários para tomar a vacina contra Covid-19 em Botucatu

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
TRE informa documentos necessários para tomar a vacina contra Covid-19 em Botucatu

TRE informa documentos necessários para tomar a vacina contra Covid-19 em Botucatu

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) divulgou como será o processo de vacinação em massa contra a Covid-19, em Botucatu, revelando detalhes do processo que irá selecionar apenas os moradores da cidade no processo de vacinação.

Segundo informações do TRE, para organizar a vacinação, o tribunal irá disponibilizar à prefeitura listagem de colégios eleitorais e seções eleitorais, sendo assim, cada cidadão vai se deslocar para sua seção eleitoral (nas escolas ou locais de votação), para comprovar residência e receber a primeira dose do imunizante da vacina AstraZeneca/Universidade de Oxford

Na zona eleitoral o cidadão botucatuense passará por triagem, tendo como principal documento o título eleitoral, porém serão necessários ainda documento de identificação e comprovante de residência.

Após comprovar residência na cidade, o eleitor receberá da Justiça Eleitoral a autorização para ser imunizado, e será encaminhado para salas especialmente preparadas onde será vacinado. No total, são 45 pontos definidos, ou seja, as 303 seções eleitorais, ou melhor, nesse caso, seções de vacinação.

Esse processo só foi possível, devido à assinatura de acordo de cooperação entre a Prefeitura Municipal de Botucatu e Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), prevendo o apoio na organização da vacinação em massa contra a Covid-19.

A data para a vacinação ainda não foi confirmada pois ainda depende de trâmites burocráticos e do recebimento das doses, através do Ministério da Saúde, no entanto, toda a população da cidade deverá receber a primeira dose da vacina em uma única data, ainda no mês de maio.

O auxílio na triagem se dará através de voluntários que convocados pelas redes sociais. Além disso, a 26ª Zona Eleitoral – Botucatu, tem como foco principal os mesários, ou seja, os botucatuenses que são escalados para atuar durante as eleições nas sessões eleitorais. Ao todo já se prontificaram a integrar a lista de voluntários 1.200 pessoas, número que ultrapassa o necessário para esse tipo de atuação, ou seja 800 pessoas.

Sem dúvida a triagem da população será facilitada com a relação de eleitores de Botucatu, entretanto, aqueles que não tiverem título de eleitor também receberão o imunizante, porém será necessário comprovar sua residência com outros documentos.

O interessante do projeto, é a intenção clara de vacinar toda a população com as duas doses do imunizante. Além disso, através do projeto os casos positivos na região serão sequenciados pela Unesp, garantindo à Fiocruz dados concretos e comprovados sobre a efetividade da vacina produzida no Brasil através da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A previsão é que o estudo demore em média oito meses.

A proposta da pesquisa tem participação do Ministério da Saúde, Prefeitura Municipal, Universidade do Estado de São Paulo (Unesp/Hospital das Clínicas de Botucatu), a Universidade de Oxford, o laboratório AstraZeneca, a Fiocruz, a Secretaria de Ciências, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos, a Fundação Gates e a Embaixada do Reino Unido.

Mais Notícias de Botucatu e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes