Prédio da Caridade Portuguesa está sendo descaracterizado e pode perder valor histórico

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Prédio da Caridade Portuguesa está sendo descaracterizado e pode perder valor histórico

Prédio da Caridade Portuguesa está sendo descaracterizado e pode perder valor histórico

Uma nota de repúdio assinada pelos arquitetos Paulo Bassetto e Ludmilla Tidei de Lima, foi protocolada na Prefeitura de Botucatu, denunciando que o projeto de restauração da Caridade Portuguesa não está sendo seguido. Com isso o prédio está sendo descaracterizado e poderá perder o seu valor histórico.

Vídeos e imagens que circulam pelas redes sociais mostram que parte dos Brasões de armas português que ornamentavam o muro ao redor do prédio da Caridade Portuguesa foram arrancados e o piso da escadaria principal foi totalmente retirado.

O curioso é que o edifício margeia área de preservação histórica delimitada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico), no entanto a Prefeitura de Botucatu justifica a obra, dizendo que essa delimitação termina na sarjeta, sem justificar razões pelas quais o projeto de restauração não vem sendo respeitado.

A explicação da Prefeitura Municipal dada a um site de notícias da cidade não agrada os profissionais que desenvolveram o projeto de restauração que colocam na nota de repúdio, que mesmo o prédio não sendo tombado, ele está localizado no Centro Histórico da Cidade e tem como vizinho outras edificações tombadas.

O vereador Lelo Pagani foi procurado pela reportagem para tratar sobre o assunto mas até o momento não se pronunciou sobre o fato.

O projeto de restauração da Caridade Portuguesa, desenvolvido pelos arquitetos atendia às normas de preservação da Unesco. Procurado pela reportagem, o historiador João Carlos Figueiroa destaca que: “Está no entorno da área tombada. O perímetro corre pelo meio-fio da calçada. Deixou de fora todo o prédio, mas o externo ainda está direcionado ao perímetro”, ressalta.

Predio da Cridade Portuguesa esta sendo descaracterizado e pode perder valor historico1

Questionado sobre o valor histórico da construção, Figueiroa destaca que a construção tem extrema relevância histórica para a cidade.

“O prédio foi a sede da comunidade portuguesa em Botucatu, embora tenha, na origem, sido projetado para ser um hospital da comunidade lusitana residente na cidade. Depois houve uma readequação de propósitos e ele passou a sediar a representação consular de Portugal.

E durante um tempo, nos anos 1950 – 1960 foi a sede da Câmara Municipal de Botucatu. Sua história conta muito da cidade de Botucatu. Ali foram as posses de vários prefeitos, ali passaram os despojos dos combatentes de 1932, a caminho do obelisco do Ibirapuera, onde seriam depositados e onde repousam, enfim ali pulsava o coração cívico da cidade, durante longo tempo. Não há como dissociá-lo de nossa história”, coloca Figueiroa.

A redação do O Rolo Notícias procurou a Prefeitura de Botucatu, no entanto, nenhuma resposta foi enviada à redação até o momento. Por outro lado, o setor de comunicação da cidade beneficiou outro veículo de comunicação por razões que não entendemos, sendo que tínhamos a notícia em primeira mão.

Em contato direto via rede social o Prefeito Mário Pardini, disse que “o prédio não é público, logo, as ações que possam estar sendo realizadas por lá não são para a prefeitura”.

Nota da Redação: Se a Prefeitura ou o setor de comunicação continuar privilegiando outro orgão de informação, nossa equipe estará livre para publicar o fato baseado na orígem, doa a quem doer. “Vamos dar um martelada no cravo; depois na ferradura”.

Mais Notícias de Botucatu e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes