Classificação indicativa faz 30 anos com demanda 715% maior em 2020

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Pixabay

Classificação indicativa faz 30 anos com demanda 715% maior em 2020


A Classificação Indicativa completa 30 anos nesta quinta-feira (29) e tem demanda 715% na classificações/monitoramentos de filmes/séries em plataformas com assinaturas em 2020 em comparação ao ano anterior, segundo dados enviados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

A pasta afirma que também houve aumento de 30% na demanda por análise de jogos eletrônicos e de RPG. 

O Ministério recomendou 18.510 conteúdos audiovisuais da Classificação Indicativa. As categorias mais trabalhadas foram dos aplicativos, com 15.599 conteúdos analisados, seguidos de 1.461 filmes de cinema, 598 programas de Tv, 491 filmes/séries de plataformas com assinatura, 315 jogos eletrônicos e 46 jogos de RPG.

O que é Classificação Indicativa?

Segundo o ministério, “é uma informação prestada às famílias sobre a faixa etária para a qual obras audiovisuais não se recomendam. São classificados produtos para televisão, mercado de cinema e vídeo, jogos eletrônicos, aplicativos e jogos de interpretação (RPG)”. 

O conteúdo pode ser livre ou não indicado para menores de determinadas faixas de idade, que hoje são 10, 12, 14, 16 e 18 anos. 

A classificação das produção está disponível no site da pasta. Basta colocar o nome do filme, série ou jogo e descobrir qual a classificação. 

Pixabay
Fonte: R7

Mais Notícias de BRASIL

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes