Search
Close this search box.

Duplicação da BR-316/PI favorece escoamento da produção de grãos e minerais no cerrado piauiense

Compartilhe

Duplicação da BR-316/PI favorece escoamento da produção de grãos e minerais no cerrado piauiense


Mais uma etapa da duplicação dos acessos que ligam Teresina (PI) aos municípios da região metropolitana do estado foi concluída na segunda-feira (06/06) com a entrega do trecho da BR-316/PI, que liga a capital ao município de Demerval Lobão. A rodovia federal é importante para o transporte de pessoas e para o escoamento da produção de grãos do cerrado piauiense, principalmente a soja, assim como de manufaturados e minerais.                  

No total, o segmento que passa por intervenções tem 20,16 quilômetros de extensão e está com metade das obras finalizadas. Com R$73,6 milhões em investimentos previstos, as obras de adequação de capacidade ligam Teresina ao litoral de Alagoas, abrangendo ainda outros 20 municípios em sua área de influência. A estimativa é que as intervenções beneficiem cerca de um milhão de pessoas na região metropolitana, com impactos diretos na redução de acidentes e melhoria da trafegabilidade.

As equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) executam o alargamento e a restauração na rodovia, pistas marginais nas travessias urbanas, dispositivos de drenagem, sinalização horizontal e vertical, paisagismo e proteção ambiental. O projeto da autarquia prevê ainda a construção de duas pontes e três passarelas, a construção de faixas de rolamento, acostamento externo, faixa de segurança no acostamento interno, além de canteiro central.

Mercado do Peixe

O Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, trabalha ainda em outras benfeitorias no estado, como os projetos básico e executivo de adequação e duplicação no trecho de 22 quilômetros da BR-316/PI, de Demerval Lobão a Monsenhor Gil. Com a conclusão do material, a previsão é que a obra seja contratada em 2023.

Já as obras da construção da travessia urbana do Mercado do Peixe (BR-343/PI), no cruzamento com a Avenida Expedicionários, retomadas em março deste ano após paralisação por conta da crise sanitária da Covid-19, também foram vistoriadas pela comitiva do Governo Federal na segunda-feira (06/06). O empreendimento é considerado estratégico para melhorar a fluidez no tráfego e reduzir acidentes na área urbana de Teresina, uma vez que o fluxo diário no local é de 33 mil veículos. 

A travessia urbana terá 120 metros de extensão divididos em três vãos de 40 metros, e está avaliado em torno de R$ 18 milhões. No momento está com cerca de 85% dos serviços concluídos e a previsão de conclusão é setembro de 2022. O projeto faz parte do empreendimento de construção do Contorno de Teresina, na BR-343, que abrange 5,2 quilômetros e seis viadutos no total, com investimentos na ordem de R$ 98 milhões.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

Fonte: Brasil.gov

Mais Notícias de BRASIL

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Compartilhe!

PUBLICIDADE

canal no youtube