MPF quer que Ibama seja proibido de anular sanções na Mata Atlântica

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Márcio Neves / R7

MPF quer que Ibama seja proibido de anular sanções na Mata Atlântica


O MPF (Ministério Público Federal) quer que o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) em São Paulo seja proibido de anular sanções ambientais em áreas de preservação da Mata Atlântica.

O pedido consta em ação civil pública que tenta impedir despacho publicado em abril pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que afrouxa as sanções ambientais. Embora o documento tenha sido formalmente revogado, as diretrizes, segundo o órgão, ainda podem gerar danos no bioma.

Leia mais: Salles revoga ato que regularizava invasões na Mata Atlântica

O despacho invalidado reconhecia como consolidadas as áreas de preservação permanentes desmatadas e ocupadas até julho de 2008 em propriedades rurais na Mata Atlântica. Na prática, o ato regularizava invasões feitas no bioma até esse período e, com isso, margens de rios e topos de morros devastados para a prática de agricultura e pecuária, por exemplo, não precisariam mais ser recuperados com vegetação nativa.

“O cumprimento e a aplicação do entendimento contido no despacho, mesmo com sua revogação, trazem como consequência o risco iminente do cancelamento indevido, no Estado de São Paulo, de centenas de autos de infração ambiental e termos de embargos lavrados a partir da constatação de supressões, cortes e intervenções danosas e não autorizadas, em áreas de preservação permanente, situadas no âmbito de abrangência do bioma, assim como na abstenção indevida da tomada de providência e do regular exercício de poder de polícia em relação a esses desmatamentos ilegais”, afirma o MPF.

Veja também: Mata Atlântica: 100 municípios concentram 71% do desmatamento

Além da ação, a Procuradoria instaurou inquérito para investigar as atividades de fiscalização do Ibama em SP. O objetivo é verificar se o despacho ministerial tem se aplicado na prática e se, mesmo após a revogação, o órgão vem anulando sanções ambientais com base nas diretrizes expedidas pela pasta.

A reportagem busca contato com o Ibama. O espaço está aberto para manifestação.

Márcio Neves / R7
Fonte: R7

Mais Notícias de BRASIL

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes