No Amazonas, Governo Federal capacita médicos e atende a mais de 700 mulheres com inserção de DIU’s

Compartilhe

No Amazonas, Governo Federal capacita médicos e atende a mais de 700 mulheres com inserção de DIU’s


Para ajudar centenas de mulheres a acessarem métodos contraceptivos, como o Dispositivo Intrauterino (DIU), o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, capacitou 41 médicos da Atenção Primária do Amazonas. Os profissionais de saúde distribuíram o dispositivo e mostraram a eficácia do método no planejamento familiar para quase 700 mulheres no estado. Três especialistas fizeram o treinamento prático nos municípios de Itacoatiara, onde foram inseridos 300 DIU’s.

As moradoras das cidades de Rio Preto da Eva (119), Iranduba (139) e Manacapuru (135) também tiveram acesso à orientação profissional. Cada um dos médicos treinados pertence a uma equipe de Saúde da Família diferente, o que aumenta a cobertura do serviço na região.

“Nós constatamos que, atualmente, há uma escassez de profissionais médicos qualificados na inserção do DIU, principalmente, na Atenção Primária à Saúde. Assim, não é incomum a expiração do prazo de validade desses dispositivos nos estoques estaduais ou municipais”, explica a coordenadora-geral de Ciclos de Vida do Ministério da Saúde, Lana de Lourdes Aguiar Lima.

Por isso, a pasta faz contato com os estados e municípios e disponibiliza um treinamento on-line, antes da capacitação presencial, para que os médicos da Atenção Primária possam fazer a consulta de planejamento familiar, junto da anamnese e do teste de gravidez (para inserir o DIU, a mulher não pode estar grávida).

“Nós fomos aos territórios e supervisionamos os médicos durante todo o treinamento. Foram inseridos, pelos próprios profissionais da rede local, 693 dispositivos”, conta a coordenadora-geral.

A Nota Técnica da ação está disponível neste link

Ação no Pará

Em outubro, o Ministério da Saúde foi até a Ilha de Marajó, no Pará, para capacitar médicos da Atenção Primária para a inserção do DIU. No total, 927 mulheres receberam o dispositivo. Também foram realizadas 114 mamografias, 272 exames preventivos, 40 colposcopias, para detecção de câncer do colo do útero, 1.108 testes de gravidez, 248 testes sorológicos (HIV, sífilis e hepatite B), 9 biópsias, 11 exames de raio X e 719 consultas. A ação fez parte do Outubro Rosa deste ano.

Com informações do Ministério da Saúde

Fonte: Brasil.gov

Mais Notícias de BRASIL

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Compartilhe!
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes