Senado homenageia piloto que morreu após acidente no Pantanal

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Reprodução TV Senado

Senado homenageia piloto que morreu após acidente no Pantanal


A comissão temporária externa do Senado Federal que acompanha as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal homenageou nesta sexta-feira (30) o piloto de helicóptero Renato de Oliveira Souza.

Souza morreu na última terça-feira (27), segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, em decorrência de complicações de saúde após a queda de uma aeronave da Força Nacional que pilotava para ajudar no combate aos incêndios no Mato Grosso.

Leia mais: Fogo já consumiu 23% de todo o Pantanal, diz Ibama

O acidente ocorreu em 8 de outubro, em Poconé. O piloto havia sido operado na coluna e, após receber alta, seguiu para o Rio de Janeiro, onde se encontrava em processo de recuperação. Ele recebeu alta médica no dia 21, mas morreu seis dias depois devido a um quadro de falta de ar súbito.

Um vídeo de homenagem ao piloto foi apresentado na cerimônia. O presidente da comissão, Wellington Fagundes (PL-MT), disse que o dia 8 ficará marcado para sempre na vida de todos.

Veja também: Fogo no Pantanal bate recorde em 9 meses e é o maior desde 1998

“Renato era um apaixonado por mergulho, um militar dedicado, que lutou e morreu exercendo com nobreza sua atividade profissional. Aos familiares e amigos, espero que o tempo transforme essa dor da perda em uma saudade serena, que acalme o coração, ao invés de fazê-lo sofrer. Como diz o ditado: não existe partida para aqueles que permanecerão eternamente em nossos corações”, disse.

*Com informações da Agência Senado

Reprodução TV Senado
Fonte: R7

Mais Notícias de BRASIL

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes