Depois do fim do Ford Ka, virão outros compactos, mas com novo formato

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Depois do fim do Ford Ka, virão outros compactos, mas com novo formato


source
Ford Ka
Divulgação

Ford Ka Freestyle: versão aventureira é um formato que deverá ser deixado de lado para dar lugar aos hatches que nascem com cara de SUV

A triste notícia sobre o fim da produção dos modelos da Ford no Brasil, o que inclui o compacto Ka, reforça a tese de que o segmento tende se transformar no País. Não é de hoje que as fabricantes têm preferido apostar em algo mais lucrativo para compensar o chamado “custo Brasil”, daí a invasão dos SUVs e picapes. Apesar dos compactos ainda serem importantes para minimizarem o custo fixo e dar volume de vendas para as fabricantes, já estão mudando de formato.

Com a crise econômica desencadeada pela pandemia do novo coronavírus, alguns fatores têm exercido uma enorme pressão para que as fabricantes deixem de apostar nos hatches e sedãs compactos tradicionais e passem a jogar suas fichas em outros segmentos. A alta do dólar é um deles, o que contribuiu com o aumento de preços, fator delicado para carros que precisam caber no bolso da grande maioria do consumidor brasileiro.

De maneira geral, o ticket médio subiu ultimamente e beira o limite do suportável. Para se ter uma ideia, o hatch compacto mais vendido hoje em dia, o Chevrolet Onix , não sai por menos de R$ 58.290 na versão mais simples, a Joy. Nessa faixa de preço, o comprador não aceita mais ficar sem itens como ar-condicionado e direção assistida, algo que não acontecia há pouco tempo.

Além disso, a participação dos hatches compactos nas vendas têm caído. Conforme dados da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), em 2019 tinham 33% do mercado e, em 2020, passaram para 29,4%. Seguindo caminho inverso, os SUVs ganharam espaço, indo de 26,6% para 32,7% no mesmo período.

Hatches com jeito de SUVs

SUV do Argo
Projeção/Kleber Silva

Fiat Argo SUV é um dos novos modelos do gênero que deverão ser lançados no Brasil nos próximos anos

Por isso, o formato de hatch compacto tradicional está mudando, conforme o consultor automotivo Paulo Garbossa, da ADK Automotive. “Agora as fabricantes começarão a lançar os compactos com jeito de SUV, como já acontece com o Renault Kwid”, diz ele.” E virão outros modelos do gênero, com o SUV do Fiat Argo “, completa ele, que ainda explica que a questão é a onda da moda, antes das minivans e que passou recentemente para os SUVs.

A Ford bem que tentou se virar com o Ka FreeStyle, mas o carro acabou sendo apenas uma versão do hatch compacto tradicional, apesar das mudanças na suspensão, mas isso não é mais suficiente. A tendência é um carro nascido com o jeito de SUV, como deverá acontecer com o novo Citroën C3 que será fabricado em Porto Real (RJ), com a plataforma CMF. O carro já chegou a ser flagrado em testes no Brasil.

Será uma aposta importante da PSA no Brasil para tentar aumentar sua participação nas vendas e sobreviver no País, onde outro compacto tradicional do conglometarado francês ainda está patinando nas vendas, o Peugeot 208. O carro é fabricado na Argentina e teve 1009 unidade emplacadas em dezembro útimo, ante 3.801 de um dos principais rivais, o VW Polo, ou seja, quase quatro vezes menos.

Outros haches compactos rivais do Ford Ka estão para sair de linha no Brasil, mas por razões específicas. Um deles é o Toyota Etios, que embora a fabricante não confirme, está para sair do mercado no País. Com isso, a marca ficará com o Yaris renovado entre os compactos. Futuramente, a marca japonesa também deverá apostar o SUV do Yaris no Brasil, feito com a nova base que também será usada no Corolla Cross.

Fonte: IG CARROS

Mais Notícias em CARROS

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes