Karmann-Ghia Dacon traz estilo e veneno de época

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Karmann-Ghia Dacon traz estilo e veneno de época


source
Karmann-Ghia Dacon
Renato Bellote/iG

Karmann-Ghia Dacon: raridade com detalhes exclusivos, como os faróis auxiliares e as rodas esportivas


O Karmann-Ghia chegou ao mercado no final da década de 50. No Brasil ele foi lançado em 1961 trazendo muito charme e estilo de sobra para nossas ruas. O desenho bem acertado o transformou em um clássico instantâneo, com destaque para o painel e a robusta mecânica VW a ar.


O carro da matéria é de 1971 e uma verdadeira cápsula do tempo. Ele passou pelas mãos da Dacon na época e recebeu uma customização incrível. A começar pelas rodas mexerica, ou gominho, que lembram as clássicas minilite inglesas. Faróis da Cibié amarelos completam o conjunto.

Na parte interna o painel traz toda a informação que o motorista precisa, algo exclusivo na época e que permite o monitoramento preciso de toda a usina de força. Destaque especial para o conta-giros, no estilo de pista, outra especialidade da concessionária mais famosa do Brasil.

Ao volante da raridade


Hora de dar uma voltinha. É minha parte preferida da matéria. Afinal, para quem é entusiasta desde pequeno a possibilidade de guiar carros completamente diferentes é realmente fantástica. Ainda mais se levarmos em consideração que essa é uma peça histórica.

Este exemplar, além da estética, traz uma das especialidades da Dacon: a preparação mecânica. Para isso conta com um kit Puma , bastante famoso na época com diferentes opções de cilindrada, carburação e configurações exclusivas de escapamento. Não é à toa que a fabricante de foras-de-série marcou época.

O motor traz 1.700 cm³ de cilindrada, dois carburadores Solex 40 e um sistema de escape preparado. Conseguimos notar a diferença no ronco mais encorpado. Guiando a impressão é de que esse propulsor deve ter algo em torno dos 90 cv, ou seja, um foguete para os anos 70, onde os VW a ar tinham uma média de 55 cv.

O ronco desses motores é música para os ouvidos, no meu caso que tenho um Fusca , e mostra vitalidade desde baixas rotações. O comando é um pouco mais bravo, porém não atrapalha a marcha lenta. E o esportivo, agora fazendo jus ao estilo, acelera com disposição. Até a semana que vem!

Fonte: IG CARROS

Mais Notícias em CARROS

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes