Pandemia fez acelerar a venda de motos no mundo

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pandemia fez acelerar a venda de motos no mundo


source
moto
Divulgação

Apenas em agosto, a venda de motos avançou 29% na comparação com o mês anterior, conforme estudo da consultoria MotorCyclesData


A pandemia do novo coronavírus parece ter servido de impulso em todo o mundo para que muita gente adotasse o estilo de vida sobre duas rodas.


Na Europa, um levantamento realizado pela consultoria MotorCyclesData apontou que só em agosto a venda de motos avançou 29% na comparação com o mês anterior.

Isso contribuiu de maneira decisiva para um volume de 1.057.945 emplacamentos de motos no acumulado de 2020, anulando a retração do período de março a maior e praticamente igualando o desempenho do setor com o do mesmo período de 2019.

De acordo com a consultoria, esse volume é resultado direto do relaxamento das medidas de isolamento estabelecidas pelos países europeus, que geraram um aumento no continente pela procura de meios de transportes individuais .

No Brasil

motoboy
Divulgação

Vendas de motos no Brasil ainda estão 20,8% abaixo do constatado em 2019, mas mercado segue em recuperação


Presidente da Abraciclo , associação que reúne os fabricantes de motocicletas no Brasil, Marcos Fermanian destaca que esse mesmo fator também ajuda a explicar o desempenho do setor no País.

Embora o patamar de vendas de motocicletas no acumulado de 2020 ainda esteja 20,8% abaixo do mesmo período do ano passado, o volume isolado de vendas em setembro (99.002 emplacamentos), segundo a Fenabrave, foi 13,6% maior do que o do mesmo mês de 2019.

Junto com os comerciais leves, as motos foram os únicos veículos que fecharam no azul o comparativo de vendas entre setembro deste ano e o mesmo mês de 2019. O que aponta que, no mercado brasileiro, a importância do fator geração de renda junto com a troca dos transportes coletivos por individuais.

Uma pesquisa recente da empresa de inteligência mobile RankMyAPP, apontou o crescimento de 300% no número de downloads de aplicativos de delivery voltados ao trabalho somente no mês de março, logo no início da pandemia no Brasil.

“Hoje a motocicleta é indicada para evitar a aglomeração natural no transporte público, representando um meio de transporte ágil, econômico e de baixo custo de manutenção. Também passou a ser um instrumento de trabalho e fonte de renda para as pessoas que passaram a atuar nos serviços de entrega”, destacou Fermanian em nota divulgada pela Abraciclo.

Fonte: IG CARROS

Mais Notícias em CARROS

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes