Veículos elétricos podem ser carregados em casa; veja dicas valiosas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Veículos elétricos podem ser carregados em casa; veja dicas valiosas


source
Carregador wallbox é alternativa para carregamentos mais rápidos, entre 12 e 6 horas, dependendo do modelo
Divulgação
Carregador wallbox é alternativa para carregamentos mais rápidos, entre 12 e 6 horas, dependendo do modelo

Os carros elétricos e híbridos são o presente e o futuro da mobilidade urbana. Segundo a Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE) a venda dos modelos eletrificados leves aumentou 78% nos primeiros quatro meses de 2022 em relação ao mesmo período no ano passado.

Entretanto, por se tratar de nova tecnologia, ainda há muitas dúvidas em relação ao carregamento desses veículos, a mais comum é: Posso carregar um carro elétrico na tomada de casa?

A resposta é sim. De acordo com Ricardo David, sócio-diretor da Elev, empresa que traz soluções para todo o ecossistema da mobilidade elétrica, é possível sim, porém, algumas ações precisam ser tomadas antes de carregar os automóveis elétricos .

Nesse sentido, o especialista destaca alguns tópicos aos quais os motoristas devem se atentar antes de carregar o automóvel. 

Um dos problemas mais comuns no Brasil, quando tratamos de carregamento de veículos eletrificados, está na infraestrutura de distribuição da energia , principalmente em imóveis mais antigos.

“O recomendado é carregar os veículos em tomadas de 220V e, de preferência, aterradas, para que não haja riscos de incêndios ou curto-circuitos”, diz Ricardo David. Entretanto, os carregamentos caseiros mesmo em tomadas de 220v carregam lentamente, segundo a Peugeot, com o cabo fornecido pela própria fabricante, o e208 leva 25 horas para carregar do zero a 80% conectado à tomada doméstica.

As instalações de carregadores devem ser feitas em redes elétricas de 220V a 380V  aterradas
Divulgação
As instalações de carregadores devem ser feitas em redes elétricas de 220V a 380V aterradas

Para quem deseja diminuir esse tempo de recarga , uma opção é instalar os carregadores do tipo “wallbox” a fabricante estima que o tempo seja reduzido para 12 ou seis horas, dependendo da potência do carregador.

 “Uma das grandes vantagens desses carregadores é o fato deles possuírem uma instalação elétrica própŕia , algo que dá mais segurança para os consumidores. Além disso, eles funcionam com voltagens variadas (de 220v a 380V) e com correntes que variam entre 16A e 32A.” Finalizou David.

Mas a instalação não é tão simples, dependem de ainda mais cuidado, já que possuem capacidade de trabalhar em voltagens mais altas que 220v.

Outro ponto importante a ser destacado é a segurança das baterias dos carros elétricos . O especialista afirma que não há motivos para se preocupar com elas. Além disso, segundo um estudo realizado pela Universidade de Tecnologia de Graz, na Áustria, as baterias se tornam cada vez mais seguras durante o tempo.

A análise constatou que as acelerações e vibrações do veículo não afetam o comportamento e nem o desempenho durante a utilização.

Cada vez mais os carros elétricos apresentam baterias com mais autonomia e com sistemas de carregamento mais potentes, que permitem a diminuição do tempo parado nos pontos de recarga e, consequentemente, as barreiras para esses carros fiquem menores.

Fonte: IG CARROS

Mais Notícias em CARROS

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes