Veja impressões do JAC e-JS1, o carro elétrico mais barato do Brasil

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Veja impressões do JAC e-JS1, o carro elétrico mais barato do Brasil


source
JAC Motors inova na receita do e-JS1, que tem tudo para bombar entre os carros 100% elétricos
Divulgação

JAC Motors inova na receita do e-JS1, que tem tudo para bombar entre os carros 100% elétricos

É praticamente impossível não chamar atenção a bordo do JAC e-JS1 , o modelo elétrico mais barato – e porque não descolado?  – do mercado brasileiro. Este é o primeiro veículo da parceria entre a JAC Motors e a Volkswagen a desembarcar no Brasil. A fabricante alemã adquiriu 50% da marca chinesa em novembro de 2020, com foco na produção de modelos sustentáveis.

Isso explica a semelhança do JAC e-JS1 com modelos elétricos da fabricante alemã, como os novos ID.3 e ID.4 . As pessoas costumam dizer que carros chineses são ‘cópias’ de modelos europeus, mas neste caso, estamos todos ‘em casa’.

Os bancos do e-JS1 , por exemplo, são os mesmos do VW Up!. Os faróis não escondem as fortes inspirações no hatch compacto ID.3, o Volkswagen elétrico mais vendido da Europa. Ele chegará ao Brasil em outubro com preço de Jeep Compass de entrada, na faixa de R$ 145 mil, com a expectativa de se tornar um dos mais vendidos da categoria.

Quem vai comprar?

JAC e-JS1 é um SUV subcompacto baseado no antigo J2, que saiu de linha no Brasil
Divulgação

JAC e-JS1 é um SUV subcompacto baseado no antigo J2, que saiu de linha no Brasil

Segundo a JAC Motors , os futuros proprietários comprarão o modelo 100% elétrico como segundo carro. A fabricante entende que o compacto será compartilhado entre todos os familiares, com o filho do dono utilizando o modelo para ir à faculdade, por exemplo.

Isso porque o modelo tem foco no uso urbano, com aproximadamente 300 km de autonomia com 100% da carga. O motor elétrico desenvolve 62 cv de potência e 15,3 kgfm de torque, graças ao conjunto de baterias de lítio de 30 kWh. Quanto maior a velocidade de circulação, maior será o gasto energético –  portanto, a autonomia total poderá ser maior ou menor, dependendo do seu roteiro.

Para se ter uma ideia, gastei 10% da carga da bateria no trajeto de 22 quilômetros entre a concessionária da JAC Motors na Avenida Europa e a minha casa na Zona Norte de São Paulo. Neste caminho, dei a sorte de pegar a Marginal Pinheiros livre, fator que colabora para um maior gasto em veículos elétricos.

É normal falar de carros elétricos colocando ênfase na aceleração abrupta graças ao torque disponível em “zero rotação”, mas este não é o caso do e-JS1 . A JAC priorizou a autonomia e assegurou um acerto super suave para o motor elétrico. A aceleração é bem progressiva, diferentemente do Renault Zoe , que é bem mais espertinho e pode atingir 100 km/h na faixa de 9 segundos.

Ao pisar fundo no Mini Cooper 100% elétrico , as rodas dianteiras destracionam com a força abrupta do motor. No caso do e-JS1 , ainda que o motorista esmague o pedal do acelerador, o comportamento será suave e progressivo.

Você viu?

Isso não quer dizer que o JAC elétrico seja manco – muito pelo contrário. O e-JS1 se mostra muito ágil para as situações urbanas e tem boa entrega de potência em subidas íngremes.  

Eficiência

A JAC divulga que o e-JS1 pode recuperar até 85% de sua bateria em 3,5 horas plugado em um wall-box. Nos eletropostos de recarga rápida, a energia total pode ser recuperada em apenas uma hora. A garantia do modelo, incluindo o conjunto de baterias, será de 5 anos.

A energia também pode ser parcialmente recuperada em frenagens, aproveitando semáforos e descidas para aumentar a autonomia. São três modos de recuperação , sendo que o mais extremo deles literalmente freia o carro se o motorista tirar o pé do acelerador.

Assim como outros carros da categoria, o e-JS1 também exibe um diagrama de aproveitamento energético para educar o condutor a extrair os melhores resultados de autonomia.

Popstar

O e-JS1 traz a vibe que considero a mais correta entre os carros elétricos. Eles precisam de um visual “descolado” para se destacar no trânsito, além de um padrão diferenciado no interior. Na comparação com o iEV20 , o lançamento tem um aspecto mais jovial e interessante.

O painel é feito de plástico duro com várias texturas. Há detalhes na mesma tonalidade da cabine no console e nos bancos. O cluster também é 100% digital e traz todas as informações de mídia e dirigibilidade . A unidade pré-série que avaliamos conta com carregador de celular por indução, equipamento que não estará presente no modelo definitivo.

Sendo este um carro compacto, passageiros mais altos vão sofrer no banco traseiro. O porta-malas de 121 litros não renega as características urbanas do modelo, mas há espaço suficiente para levar mochilas ou sacolas de supermercado.

No pacote de equipamentos, destaque para conectividade de celulares (Android Auto e Apple CarPlay), câmera de ré, chave presencial, sensor de estacionamento e controles de estabilidade e tração . O modelo tem apenas dois airbags, para motorista e passageiro dianteiro.

Surpreendeu

JAC e-JS1 é moderno, simpático e descolado; tem todos os atributos para vender bem no Brasil
Divulgação

JAC e-JS1 é moderno, simpático e descolado; tem todos os atributos para vender bem no Brasil

Se a JAC lançar o e-JS1 pelo preço prometido, poderá revolucionar o mercado de carros elétricos no Brasil. Seus principais rivais, Renault Zoe e Nissan Leaf , são muito mais caros. O francês parte de R$ 207.990, enquanto o modelo japonês custa R$ 239.900 na versão de entrada. JAC e-SJ1 Preço: a confirmar (na faixa de R$ 145 mil) Motor: elétrico, tração dianteira Potência: 62 cv Torque: 15,2 kgfm Transmissão: automática Direção: elétrica Suspensão: McPherson (dianteira), eixo de torção (traseira) Freios: discos ventilados (dianteira), discos sólidos (traseira)* Proporções: 3,65 m de comprimento, 1,67 m de largura, 1,49 m de altura, 2,39 m de entre-eixos Porta-malas: 121 litros Autonomia: 300 quilômetros (ciclo WLTP) 0 a 100 km/h: 13 segundos Vel. Máx: 110 km/h *O modelo testado tem freios a tambor na traseira. Pacote nacional trará discos sólidos

Fonte: IG CARROS

Mais Notícias em CARROS

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes