Britney Spears: empresário recebeu milhões de dólares durante tutela da artista

Compartilhe

Britney Spears: empresário recebeu milhões de dólares durante tutela da artista
The Music Journal Brazil

Britney Spears: empresário recebeu milhões de dólares durante tutela da artista

Mathew Rosengart , atual advogado de Britney Spears , acusou o ex-empresário da popstar de ajudar a estabelecer sua tutela de 13 anos e receber pelo menos US$ 18 milhões (cerca de R$ 95 milhões no câmbio atual) da cantora.

Em documentos judiciais obtidos pelos veículos The Hollywood Reporter e Variety, Rosengart afirmou que a Tri Star Sports and Entertainment e suas co-fundadoras Louise “Lou” Taylor e Robin Greenhill , que atuaram como gerentes de negócios de Britney Spears entre 2008 e 2020, estariam diretamente envolvidas na criação do acordo judicial em fevereiro de 2008.

“Ao contrário da posição pública da Tri Star e da declaração juramentada da Sra. Greenhill em 4 de novembro de 2021, na qual ela afirmou que “no início de 2008, a Tri Star não tinha nenhum papel nos assuntos da Sra. Spears”, os próprios e-mails internos da Tri Star (obtidos por terceiros) demonstram que Lou Taylor, do Tri Star, desempenhou um papel substancial nos assuntos de Spears antes e nos primeiros dias da tutela,”no início de 2008′”, revela o documento.

“Tri Star, Lou Taylor e Robin Greenhill todos negaram que a Tri Star estivesse envolvida na criação da Conservatorship, sem dúvida ciente de que tal envolvimento – logo depois que estendeu o generoso empréstimo ao Sr. (Jamie) Spears – colocaria em questão não apenas as taxas exorbitantes pagas à Tri Star ao longo dos anos, mas também os motivos para colocar a Sra. Spears em uma tutela de 13 anos em primeiro lugar” , continuou Mathew Rosengart, alegando que a Tri Star ganhou US$ 18 milhões com o espólio de Britney.

Scott Edelman, advogado da Tri Star , deu uma declaração aos meios de comunicações citados nesta matéria insistindo que as alegações feitas no arquivo de Rosengart são “enganosas”.

“Como todas as evidências deixam bastante claro, a tutela foi criada por recomendação do advogado, não da Tri Star, e aprovada pelo Tribunal por mais de 12 anos”, disse Scott Edelman. “Na verdade, a Tri Star nem era a gerente de negócios da tutela quando ela foi estabelecida. Excertos de e-mails escolhidos a dedo não podem mudar os fatos, e é por isso que esse absurdo terminará de uma vez por todas quando os registros forem abertos.” , concluiu.

Fonte: IG GENTE

Compartilhe!
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes