Elza Soares viu a morte de quatro filhos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Elza Soares viu a morte de quatro filhos


source
Elza Soares morreu aos 91 anos
Reprodução

Elza Soares morreu aos 91 anos

A cantora Elza Soares, que morreu nesta quinta-feira (20), conquistou o Brasil com seu talento e era umas das grandes artistas da música popular. Mas sua história passou muito longe de ser só glamour. A artista, que tinha 91 anos, enfrentou a perda de quatro filhos.

Elza casou com apenas 13 anos, numa união arranjada pelo pai. Seus dois primeiros filhos, ambos meninos, morreram recém-nascidos, com poucas semanas de vida, devido a desnutrição e nem chegaram a ter nome.

Além deles, ela perdeu Garrinchinha, seu único filho com o jogador Garrincha, em um acidente de carro em 1986. O último filho que Elza perdeu foi Gilson, aos 59 anos, por complicações decorrentes de uma infecção urinária.

Em entrevista ao EXTRA, Elza contou como conseguiu suportar tanta dor. “Eu acredito em Deus, nos meus guias de luz. A resposta para vida está aqui entre nós. Nunca me revoltei por tudo que já me aconteceu. Não sou a única a perder filho. É claro que dói demais. Mas todos nós temos uma missão”, disse ela.


Morre Elza Soares

Elza Soares morreu aos 91 anos nesta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro de causas naturais.

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais”, diz o comunicado publicado no Instagram da cantora.

Leia Também

“Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação”.

Carreira

Elza Soares tinha 72 anos de carreira, lançou 34 discos que se aproximam do samba, jazz, hip hop, funk e a mistura era proposital. A cantora ganhou um Grammy, na categoria ‘Melhor Álbum de Música Popular Brasileira’, em 2016, pelo álbum ‘A Mulher do Fim do Mundo’. Ela também foi indicada a outros quatro prêmios. 

A cantora foi casada com Garrincha, jogador de futebol e ídolo do Botafogo. Coincidentemente, ela morreu no mesmo dia que o jogador, que faleceu em 1983 em decorrência de uma cirrose hepática. Em 2018, ela contou no ‘Conversa com Bial’ que era apaixonada por ele. “Eu sonho muito com o Mané. O maior amor da minha vida foi ele”, disse. 

Também no programa, ela disse que Garrincha prometeu a ela o título da Copa de 1962. “Ele me prometeu e disse: ‘Olha criola, essa Copa eu vou dar pra você, vou fazer gol pra você (…) Eu nunca gostei de ser mulher de fulano. Eu sou eu. Não era preciso ser mulher do Garrincha pra ser a Elza Soares. O Garrincha era marido da Elza Soares”. 

Na década de 1980, Elza quase caiu no esquecimento, tanto, que pensou em desistir da carreira. Ela procurou Caetano Veloso para pedir ajuda. O auxílio veio no convite para gravar o samba-rap ‘Língua’, do álbum ‘Velô’ (1984). A participação abriu caminho para o álbum ‘Somos todos iguais’, com participação de Cazuza. 

O último disco de Elza, ‘Planeta Fome’, remete ao dia em que Elza cantou em público pela primeira vez, aos 13 anos de idade. Na época, a cantora estava desesperada por causa de um filho doente e precisava de dinheiro para comprar remédios.

Fonte: IG GENTE

Mais Notícias de Entretenimento

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes