Matheus e Kauan revelam ter sido enganados por contratante de festa clandestina

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Matheus e Kauan revelam ter sido enganados por contratante de festa clandestina


source
Matheus e Kauan revelam ter sido enganados por contratante de festa clandestina
The Music Journal Brazil

Matheus e Kauan revelam ter sido enganados por contratante de festa clandestina

A assessoria de imprensa da dupla Matheus e Kauan emitiu um comunicado neste domingo (11) às 17 horas (horário de Brasília), informando que os artistas participaram de uma festa de aniversário de Lucyana Villar no sábado (10) como presença VIP no que seria, de acordo com o contratante, uma pequena confraternização para familiares e amigos.

Uma força-tarefa realizada entre a Polícia Civil e a Guarda Civil Metropolitana fechou a festa com 500 pessoas , no bairro dos Jardins, zona sul de São Paulo, por considerá-la “clandestina”.

No momento da contratação, a assessoria revelou que o contratante seguiria “todos os decretos que regulam concentração de pessoas, adotando protocolos de segurança” e que não havia venda de ingressos para o evento.

Contudo, a parte contratante não respeitou o contrato, realizando a venda de ingressos “sem nenhum comunicado e autorização” . Além disso, segundo o comunicado, o contratante “desrespeitou o acordado no que tange ao números de pessoas no local”.

“Atender às exigências do Poder Público para realização de eventos, seja perante a Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros, Juizado de Menores, normas/exigências de acessibilidade, da Vigilância Sanitária, ECAD ou qualquer outro órgão similar privado, ou qualquer outra instituição, bem como arcar com os prejuízos oriundos da inobservância desta alínea, isentando em qualquer hipótese, a CONTRATADA”, diz a cláusula contratual.

Você viu?

Ainda de acordo com o portal G1 , a dona do estabelecimento foi conduzida ao 78º Distrito Policial e um boletim de ocorrência foi registrado com base no artigo 268 do Código Penal , que prevê punição por desrespeito às normas sanitárias de prevenção à atual pandemia.

Os valores dos ingressos para a referida festa custaram até R$ 1.600.

A dupla realizou o teste para o novo coronavírus, que resultou em “não reagente” . O departamento jurídico que assessora os artistas “adotará as medidas cabíveis relativo ao descumprimento do contrato”.

Fonte: IG GENTE

Mais Notícias de Entretenimento

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes