“Não chego aos pés de dona Elis”, diz Maria Rita sobre comparações

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

“Não chego aos pés de dona Elis”, diz Maria Rita sobre comparações


source
Maria Rita se incomoda com comparações
Reprodução/Instagram/Divulgação
Maria Rita se incomoda com comparações

Maria Rita não quer ser Elis Regina . Apesar das inspirações e de um álbum em homenagem à mãe, a cantora e sambista comentou sobre os ataques que sofre ao compararem a voz dela com a de Elis. A morte da cantora fará 40 anos no próximo dia 19 e ela voltou a ser assunto nas redes sociais nesta semana. 

Pelo Twitter, Maria Rita disse que pensa ser curioso quando dizem que não gostam dela desde que disse que não gostava de comparações com a mãe no início da carreira, mas que gravou um álbum em homenagem à ela 10 anos depois. 

“Não querer que me comparem tinha — e tem — dois principais motivos: 1. Ser eu, ser livre pra cometer meus erros e ter minhas conquistas, escrever uma história distinta à dela e 2. Ninguém se compara à incomparável. Ninguém”, disse. 

Ela também comentou que também acha estranho quando a atacam para exaltar Elis. “Esse lance de exaltarem a mãe a partir de ataques à filha. Mano: faz isso não. É feio. Ninguém gostaria de passar por isso — principalmente uma mãe. A não ser que a mãe fosse meio psicopata, que definitivamente não era o caso de minha mãe. Me deixa”, disse. 

Maria Rita então explicou porque a voz dela e de Elis são diferentes. Sim: minha voz é mais grave e mais ‘suave’. Eu sou alto/contralto, minha mãe alto/soprano. Vale dar uma estudada para entender que, por causa disso, nossas extensões são diferentes. Mas tem maestro que diz que minha extensão é incrível”, afirmou e logo em seguida disse que as interpretações também são diferentes. 

“Para além disso: não, nossas interpretações não são iguais. E sim: as dela são e sempre serão infinitamente melhores — do que de quaisquer cantoras. Não só euzinha aqui”, disse.

Leia Também

Ela também disse que não imita Elis, tanto que não lembra da mãe. “Zero lembrança. Não cresci com YouTube. Não tinham documentários. Então, não a imito”, disse. “Eu só quero buscar alguma paz dentro desse cenário onde a Elis é de todos, mas a mãe é minha”, disse e completou: “já tenho 20 anos de carreira, 8 grammys, sei la quantas turnês pelo país e o mundo”. 

“Mas se quisesse: minha mãe era f*da! E eu estaria bem no meu direito de me inspirar nessa mulher incrível…meu direito e minha honra. Esse legado dela é o maior presente que ela me deixou”, comentou. 

Ela por fim, fez um pedido aos fãs de Elis e de música. “Amadurece aí, porque minha mãe não merece esse nhem-nhem-nhem, não — e honestamente, nem eu”, disse. “Nossa história, a minha e a dela, é tão mais maneira que isso… ela me amava loucamente, quase pirou quando eu nasci, dizia que eu era a companheira dela”, contou e completou dizendo: “eu acho que canto bem para caral**, mas não chego aos pés de dona Elis. Mas e quem chega?”






Fonte: IG GENTE

Mais Notícias de Entretenimento

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes