Sarah Fonseca aponta racismo no mundo digital: “Vi olhares duvidosos”

Compartilhe

Sarah Fonseca aponta racismo no mundo digital: “Vi olhares duvidosos”


source
Sarah Fonseca aponta racismo no mundo digital:
Foto: Felipe Archer

Sarah Fonseca aponta racismo no mundo digital: “Vi olhares duvidosos”

Sarah Fonseca é uma influencer negra, que nasceu no Rio de Janeiro, e conta com mais de 700 mil seguidores no Instagram. Além disso, a ex-participante do “De Férias com o Ex” possui uma empresa e vem utilizando do alcance na web para denunciar as dificuldades de influenciadores e empreendedores negros, barrados por um obstáculo: o racismo. 

Os problemas sociais, quando espelhados na internet, ficam ainda mais evidentes. Assim dá para entender a desigualdade e a falta de representantes negros no mundo digital. Mesmo com o alcance e os números favoráveis, Sarah relata batalhar com os empecilhos do preconceito. “Enfrento algumas dificuldades por ser mulher e negra e, a primeira delas, é a de ser ouvida. É difícil reter atenção de quem não acredita que você é capaz. É cansativo demais”, desabafa.

Para exemplificar, Sarah compara a diferença entre o número de influenciadores brancos famosos e o número de influenciadores negros famosos com milhões de seguidores. “A diferença é gritante e acontece o mesmo para empreendedores negros, sei disso porque era nítido o olhar de quem me conhecia após saber da minha marca, vi mais olhares duvidosos do que encantados”, revela Sarah, dona de uma marca de acessórios.

Nas redes sociais, um termômetro de sucesso para o influenciador é a “publi”, propaganda paga no perfil por conta do engajamento. Sarah conta que fica chateada por perceber que influenciadores negros não têm a mesma oportunidade com marcas. “Eu realmente faço o possível e impossível para entregar o melhor trabalho. Toda vez que fecho com uma marca, eu tento pensar na melhor forma de passar aquela mensagem para o meu público. O que desanima é ver influenciadores que não tem conteúdo nenhum, mal se esforçam, tendo diversas oportunidades enquanto vários influenciadores negros que conheço mal conseguem fechar uma publi, mesmo se dedicando muito”.

Leia Também

Caso de racismo no Rio

Ser famoso e influente não te isenta do racismo. Sarah Fonseca é a prova viva desta afirmação. Em março deste ano, a influenciadora utilizou as redes sociais para denunciar um caso de preconceito que vivenciou em uma padaria na zona sul do Rio de Janeiro.

Sarah estava a caminho do namorado, que almoçava na Baked Padaria com a mãe, em Ipanema, quando foi surpreendida por um segurança sendo hostil e a mandando embora. No momento, Sarah entendeu que o rapaz a confundiu com uma pessoa pedindo esmola.

Leia Também

“Eu não consigo descrever a humilhação que senti sendo tratada assim na frente de todos que estavam lá, inclusive o meu namorado, a mãe e o marido. Foi tudo na frente deles! E olha que já fui cliente aqui, nunca mais piso nesse lugar”, contou.

No perfil do Instagram, a influenciadora contou o episódio detalhadamente. “Meu namorado, a mãe e o marido dela estavam sentados na mesa do Baked Padaria na calçada. Atravessei a rua e fui na direção da mesa deles porque precisava pegar a chave do apartamento com o Valentin porque precisava ir para casa trabalhar. Assim que cheguei na mesa, mal consegui falar uma frase ‘I forgot the key with you’, o funcionário da padaria apareceu do meu lado super rápido falando para eu sair como se eu tivesse ‘perturbando’ eles (?). Eu fiquei em choque, me senti humilhada na frente de todos! Eu não consigo descrever a raiva que eu to sentindo. Ele achou que eu estava fazendo o quê? Por que eu deveria sair? Depois que eu me exaltei e gritei com ele, ele começou a dizer que eu estava enganada, que não era nada daquilo. Normal, né? Nunca é injúria racial. Deve ser coisa da nossa cabeça. Já estou em contato com advogada e já estou fazendo o boletim de ocorrência. Isso não vai ficar assim!”.

Em nota, a padaria contou que o segurança era contratado por uma empresa terceirizada e que entraria em contato com a organização “para que fossem tomadas as medidas necessárias”, sem explicar quais eram as medidas.


Fonte: IG GENTE

Mais Notícias de Entretenimento

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Compartilhe!
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes