Alyssa Milano: “Estou sendo punida, basicamente, por abortos aos meus 20 anos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Alyssa Milano: “Estou sendo punida, basicamente, por abortos aos meus 20 anos


source
Alyssa Milano, atriz de
Reprodução/Instagram

Alyssa Milano, atriz de “Charmed – Jovens bruxas”

Alyssa Milano, 48, conhecida pela série “Charmed – Jovens Bruxas”, deu uma entrevista ao podcast Me Becoming Mom (Eu me tornando mãe, em tradução livre), da People, e falou sobre como encarou como castigo as  perdas gestacionais que viveu. A atriz contou que quando tinha 20 anos, ela realizou dois  abortos provocados, então a primeira coisa que passou pela sua cabeça quando seu corpo passou um aborto espontâneo foi “Eu definitivamente tive esse momento de: ‘bem, estou sendo punida, basicamente, por abortos aos meus 20 anos.'”

Ela recorda que precisou de muita terapia para entender que isso algo que estava na cabeça dela. “Sei que muitas mulheres sofrem abortos espontâneos muito difíceis, mas para mim, foi parte do processo. Ambos os abortos foram, eu acho que eu estava com sete ou oito semanas de gravidez, então se a gestação não fosse viável, meu corpo fez o que deveria fazer. Eu ainda vejo assim”, disse Milano, que hoje é mãe de Milo Thomas, 10, e Elizabeth Dylan, 7. 

Sobre os abortos provocados, ambos ocorreram em 1993 e ela diz que não se arrepende, pois sabia que não estava preparada para ser mãe. “Foi minha escolha. E foi absolutamente a opção certa para mim. Não foi uma escolha fácil. Não era algo que eu queria, mas era algo que eu precisava.” A atriz continuou falando sobre como entrou em conflito com sua fé, já que foi  criada dentro do catolicismo. “Fui criada como católica e de repente fui colocada em conflito com minha fé. Uma fé que, eu estava começando a perceber, capacitava apenas os homens a tomar todas as decisões sobre o que era permitido ou proibido.”

Ela continuou: “Eu não teria meus filhos lindos, perfeitos, amorosos, gentis e curiosos que têm uma mãe que estava muito, muito pronta para eles. Eu não teria minha carreira. Eu não teria a habilidade ou plataforma que uso para lutar contra a opressão com todo o meu coração. Nunca teria conhecido meu maravilhoso marido David, cujo amor constante e incomensurável por mim me sustenta nestes tempos terríveis”, concluiu à época.

Fonte: IG Mulher

Mais Notícias em Mulher

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes