Conheça os tipos de olheiras e as causas de cada uma delas

Compartilhe

Conheça os tipos de olheiras e as causas de cada uma delas
Vitoria Rondon

Conheça os tipos de olheiras e as causas de cada uma delas

Manchas escuras e profundas na região abaixo dos olhos atingem boa parte das mulheres

Os olhos geralmente são a parte que mais chama a atenção no rosto de uma pessoa. Além de refletirem as emoções, é nessa parte da face que normalmente aparecem as famosas olheiras. Para algumas mulheres, essas manchas causam incômodo, principalmente quando são escuras e profundas.

Segundo um estudo publicado pela revista Surgical & Cosmetic Dermatology (S&CD), as olheiras estão entre as queixas mais comuns entre os brasileiros de 23 anos e acomete cerca de 78% das mulheres, afetando a sua autoestima e bem-estar.

> 5 mitos e verdades sobre cuidados com os cabelos durante o inverno

O que são as olheiras? 

As olheiras são manchas escuras e profundas na região abaixo dos olhos. De acordo com a médica dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, elas podem ser causadas por fatores genéticos, excesso de melanina ou, ainda, podem ser adquiridas ao longo da vida.

Tipos de olheiras e causas 

Olheira estrutural 

Normalmente formada em uma área profunda abaixo dos olhos, a olheira estrutural pode ser mais intensa durante a juventude. Segundo a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, ela pode ser causada pela anatomia da órbita ocular – já que algumas pessoas possuem o sulco lacrimal mais profundo – e devido ao emagrecimento. “Isso pode ser determinado geneticamente ou ser causado pelo processo de envelhecimento normal”, explica.

Olheira vascular 

A Dra. Paola Pomerantzeff explica que a olheira vascular é causada pela presença de vasos abaixo da pele. Logo, quem tem mais vasos apresenta maior tendência em ser acometido por essa olheira. Além disso, esse é o tipo mais comum entre as pessoas que passam por estresse, cansaço e noites mal dormidas.

Olheiras pigmentada 

De cor amarronzada, as olheiras pigmentadas são causadas pelo excesso de melanina na pele fina abaixo dos olhos. Segundo a dermatologista, elas podem ser agravadas pela insônia. “A falta de sono ou alergias respiratórias podem piorar as olheiras, causadas por aumento de pigmento”, explica.

> 7 mitos e verdades sobre cabelos

Olheira mista 

Muito comum, esse tipo de olheira ocorre quando há uma mistura de dois ou mais tipos das olheiras citadas anteriormente. Por exemplo, uma pessoa pode reunir características tanto da olheira estrutural quanto da vascular ou pigmentada.

Fatores que agravam as olheiras 

Cansaço e insônia 

O cansaço do dia a dia e as noites mal dormidas são alguns fatores que influenciam a dilatação dos vasos sanguíneos. Isto é, por deixarem a pele em torno dos olhos com uma aparência mais cansada, a dilatação dos vasos promove o surgimento das olheiras, que também podem ser causadas pelo choro.

Alimentação incorreta 

A alimentação incorreta também é um problema que pode agravar as olheiras. Segundo o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, alimentos como doces, carboidratos e sódio influenciam no surgimento das manchas. “Esses alimentos aumentam o processo inflamatório, por isso influenciam no aparecimento de olheiras”.

> 3 ideias de penteados para se inspirar

Exposição excessiva ao sol 

A exposição excessiva ao sol é responsável por dilatar os vasos sanguíneos, o que pode agravar as olheiras, como as pigmentadas. Como esse tipo de olheira é causado pelo acúmulo de melanina, o excesso de sol diminui a espessura da região abaixo dos olhos e aumenta a concentração de melanina.

Não tirar a maquiagem 

A maquiagem em si não dá olheira, mas não removê-la antes de dormir pode influenciar o problema. Esses produtos estéticos impedem que a pele receba oxigênio, deixando a pele desidratada.

Tabagismo 

Segundo a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o cigarro também é um dos responsáveis por piorar a qualidade da pele, pois dificulta a circulação do sangue e diminui o oxigênio na pele.

“Além de dificultar a circulação de sangue e o aporte de nutrientes, na fumaça do cigarro existem radicais livres e outras moléculas que têm o poder inflamatório, aumentando estresse oxidativo. Além disso, estudos mostram diminuição da quantidade de oxigênio na pele após um só cigarro”.

> 4 tipos de mechas para os cabelos

Como tratar  as manchas escuras nos olhos?

Segundo o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., os lasers são uma alternativa no tratamento contra as olheiras, pois é capaz de estimular a produção de colágeno “[…] Para o tratamento de olheiras, o laser gera um efeito mecânico capaz de causar uma microfragmentação no pigmento responsável pela formação das alterações, que é então eliminado pelo organismo. O laser também estimula a formação do novo colágeno, tratando rugas, flacidez e pés de galinha da região”, explica.

A utilização de cremes que diminuem o inchaço e protetor solar também podem ajudar no tratamento contra as olheiras, mas somente um profissional especializado, mediante uma avaliação, pode indicar um tratamento adequado para cada caso. Por isso, é sempre recomendado consultar um dermatologista antes de iniciar qualquer tratamento.

Acompanhe mais notícias sobre cuidados com a pele na revista ‘Inspire-se Beleza’

Fonte: IG Mulher

Compartilhe!
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes