Escovação a seco: saiba os benefícios da técnica para a pele

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Escovação a seco: saiba os benefícios da técnica para a pele


source

Alto Astral

Escovação a seco: saiba os benefícios da técnica para a pele
Reprodução: Alto Astral

Escovação a seco: saiba os benefícios da técnica para a pele

Com o autocuidado em alta, as pessoas então procurando cada vez mais novas formas de zelarem pela saúde física, especialmente por meios menos invasivos, priorizando, assim, métodos naturais. O queridinho da vez é o dry brushing , ou escovação a seco, que surgiu a partir da Ayurveda – um sistema medicinal desenvolvido na Índia há mais de 5 mil anos.

Essa nova técnica consciste em uma estimulação mecânica com cerdas naturais que acaba provocando uma esfoliação na pele. E como as apaixonadas por skincare já bem sabem, esfoliar é uma das etapas mais importantes em relação aos cuidados com a derma.

Além disso, segundo Heloisa Olivan, bioquímica e cosmetóloga, o método deixa a pele mais fina e luminosa. “Por estimular a renovação celular e afinar a pele, a escovação a seco é uma opção muito eficiente para tratar aqueles pelos encravados nas pernas , virilha ou barba, por exemplo, e mandar embora a sensação de aspereza”, explica a profissional.

Ou seja, diga adeua àquelas bolinhas chatas que ficam na pele e dê boas-vindas ao dry brushing para uma cútis macia e lisa.

Benefícios

Esse ritual traz diversas vantagens, como a remoção de sujidades e células mortas acumuladas, desobstrução dos poros , e estimulação da renovação e regeneração celular. “O resultado disso é uma pele mais fina, luminosa, com textura homogênea e pronta para receber os demais produtos do skincare”, comenta Olivan.

A dermatofuncional Natália Ribeiro destaca que além da escovação a seco remover algumas camadas da pele, também ajuda a aumentar a permeação dos cosméticos, como os hidratantes , que são aplicados em seguida. Dessa forma, há uma ação melhor e mais rápida do produto no corpo.

A técnica também ajuda a desintoxicar as células e reduzir os mediadores inflamatórios acumulados na gordura, aumentando a circulação sanguínea e promovendo o fluxo e drenagem da linfa. Olivan esclarece que “é muito benéfico para os casos de Lipedema, presença exacerbada de gordura em uma determinada região do corpo, geralmente nas extremidades como pernas, pés, quadris e braços.”

Além disso, o procedimento tem um efeito detox por estimular a circulação sanguínea e o sistema linfático através dos movimentos realizados durante o procedimento.

Passo a passo

Você viu?

Ficou curiosa e quer saber como fazer esse ritual? Como o próprio nome diz, a escovação deve ser a seco, normalmente antes do banho , o que é ideal para mandar as células mortas pelo ralo. Os movimentos devem ser circulares e ascendentes (de baixo para cima). “Dois ou três movimentos em cada área costumam ser suficientes”, ensina Olivan.

escovacao a seco
Shutterstock

Passe a escova no corpo todo, começando sempre das extremidades para o centro. Inicie pelos pés, e suba para panturrilhas e coxas. Em seguida, mãos e braços, respectivamente. E não se esqueça de usar e abusar de óleos e produtos com ação hidratante na derma! Ribeiro ainda lembra que “após essa esfoliação, é necessário utilizar um ativo de tratamento de pele, como hidratante”.

E quem não pode?

Segundo Olivan, qualquer um pode fazer a técnica desde que a pele esteja íntegra, ou seja, sem qualquer fissura, lesão ou sensibilidade. “Pessoas com psoríase, lesões de pele, erupções, queimaduras, cortes ou qualquer outro tipo de disfunção cutânea devem evitar”, diz a cosmetóloga.

É preciso ter muito cuidado também com o rosto, pois não deve ser esfoliado através da escovação a seco. Nesse caso, a melhor opção é esfoliar com produtos que contém grânulos abrasivos, capazes de estimular a renovação celular sem agredir a pele.

Cuidados com a escova

A escova, se não higienizada corretamente, pode cultivar fungos, bactérias e germes que podem se agravar em ambientes úmidos ou se multiplicarem, caso não sejam controlados por meio da limpeza. O ideal é guardar a escova em ambientes secos e longe da umidade, ou seja, fora do banheiro .

Olivan explica que é recomendável lavá-la com um sabonete neutro e deixá-la um tempo sob água corrente após o uso. Em seguida, agite-a bem para remover o excesso de água e deixe-a secar. Uma dica é guardá-la em pé, visto que isso ajuda na secagem e evita o contato com superfícies que possam atrair algum tipo de microrganismo.

Consultoria: Heloisa Olivan, bioquímica e cosmetologista do Instituto Olivan; Natália Ribeiro, dermatofuncional e fundadora da Mais Top Estética.

Fonte: IG Mulher

Mais Notícias em Mulher

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes