Mulher que teve três abortos em um ano dá à luz trigêmeos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Mulher que teve três abortos em um ano dá à luz trigêmeos


source

Um casal de mulheres do Reino Unido passou por maus bocados tentando ter bebês. Hannah Swift, 30, esposa de Siobhan, 40, chegou a ter três abortos espontâneos em um ano devido a uma doença autoimune que causa coágulos no sangue. No entanto, o cenário mudou quando as duas descobriram que conseguiram engravidar — não só de um, mas de três bebês .


hannah e siobhan seguram as meninas nos braços
Acervo pessoal

Hannah e Siobhan se surpreenderam com a chegada de três bebês, um para cada perdido no passado


As duas já tinham uma filha de dois anos, Isabella, mas as outras tentativas não foram bem sucedidas. Todas as outras tentativas foram com o mesmo doador de esperma anônimo e realizado via inseminação artificial . Hannah conta ao Daily Mail que se sentiu confusa e devastada quando começou a ter abortos.

Hannah é a única que pode engravidar. Isso porque Siobhan precisou fazer uma histerectomia (ou seja, a retirada do útero) após uma perfuração no intestino.

“Foi um momento horrível quando Siobhan precisou retirar o útero e continuar tendo abortos espontâneaos foi pérssimo. Eu não conseguia entender porque continuava não conseguindo manter a gravidez . Cheguei a engravidar, mas os perdia toda vez e em estágios diferentes”, explica Hannah ao jornal.

No entanto, a mulher fez um teste que a diagnosticou com uma doença autoimune chamada Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo, que ataca proteínas normais do sangue de forma equivocada. Por esse motivo, coágulos eram formados nas veias, o que impedia a continuação da gravidez. Hannah desenvolveu a doença após a gravidez da primeira filha.

“Ouvir o diagnóstico foi assustados mas também um alívio, porque agora eu tinha uma resposta e poderia começar a tomar o medicamento que me ajudaria a engravidar”, contou. Então ela começou a tomar medicamentos que afinaram o seu sangue. No entanto, o casal tinha apenas mais dois óvulos congelados para fazer a inseminação, nos quais gastaram £ 20,000.

Depois do tratamento, as duas ficaram muito felizes e chocadas quando descobriram que Hannah estava grávida de três meninas: Alice, Amelia e Evelyn. Hannah conta que chegou a bater o carro em um poste após descobrir a gravidez, de tão animada e surpresa que estava. “Amassei toda lateral do carro”.

Para evitar que as expectativas fossem quebradas, elas contaram sobre a gravidez para a família e amigos apenas depois da 12ª e 16ª semana, respectivamente. Hannah conta que, devido a pandemia, foi fácil esconder e que amigos do trabalho só souberam da gravidez quando os bebês nasceram.

Por terem nascido com um peso muito menor do que o esperado, as bebês precisaram ficar no hospital por cinco semanas. Então, levou algum tempo até que a família as conhecesse.

“No fim nós gastamos todo dinheiro da hipoteca em tratamentos, mas obviamente nosso dinheiro valeu a pena”, afirmou Hannah.

Fonte: IG Mulher

Mais Notícias em Mulher

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes