Se você é um adulto com questões emocionais, sua criança está ferida

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Se você é um adulto com questões emocionais, sua criança está ferida


source
Se você é um adulto com questões emocionais, sua criança está ferida
Bia Albuquerque
Se você é um adulto com questões emocionais, sua criança está ferida

“Bom mesmo era quando eu era criança! Tinha como maiores preocupações estudar para a prova e torcer para não chover no dia da educação física…”. Quem nunca se viu comentando uma frase semelhante a essa em uma roda de amigos ou ao observar algumas crianças brincando?

A infância é realmente uma fase muito rica e de muito desenvolvimento na trajetória de todos os seres humanos. Mas, as experiências vivenciadas nesse período do passado deixam marcas muito intensas nos adultos de hoje.

Muito além da inocência e brincadeiras, em algum momento da infância, toda pessoa experimentou a sensação de abandono, rejeição, maltrato, humilhação, negligência…, e essas dores continuam vivendo dentro de nós, influenciando a percepção que temos sobre a vida e se espelhando nos relacionamentos da fase adulta. Trata-se da nossa criança interior ferida.

Os exemplos são inúmeros. Um deles é quando a criança percebe-se como alvo de muitas críticas ou rígida disciplina. Ao tornar-se adulta, tende a ser extremamente crítica, como uma antecipação defensiva das possíveis críticas externas.

Outro caso é se a criança entendeu que precisava conquistar o amor dos outros, este adulto tende a sempre querer ajustar seus comportamentos e atitudes com o intuito de agradar e ser amado.

Tais dores da infância podem ter ocorrido verdadeiramente ou apenas serem resultado da percepção da criança, como na situação em que a mãe a deixa na escola para ir trabalhar e ela sente que foi abandonada. Não aconteceu realmente um abandono, mas a criança registrou esse acontecimento com tal sensação.

COMO SERÁ O SEU DIA HOJE? DESCUBRA TUDO NO HORÓSCOPO DIÁRIO NO SITE DO JOÃO BIDU! LÁ TEM TODAS AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

Será que minha criança interior está ferida?

Por trás de uma dor emocional , é muito provável que encontremos uma criança ferida. E reconhecer essa criança é um movimento importante na jornada de cura e autoconhecimento de cada um.

Portanto, ao se ver diante de questões emocionais de qualquer ordem, sempre vale investigar contextos da infância que podem ter levado à tal situação.

Pessoas que têm dificuldade de brincar com os filhos também indicam crianças interiores feridas. Isso porque, inconscientemente, a experiência de brincar com outra criança faz aflorar aspectos de sua infância. Mas, como é muito dolorido, ela não quer vivenciar isso e se fecha, sem conseguir descontrair, ser divertida e criativa brincando.

O mesmo mecanismo acontece com pessoas que não lembram de nada da infância. Esse “apagão” é uma maneira de se proteger, pois elas sabem que há muita dor envolvida e, se tiver que lidar com isso, irá acessar essas vulnerabilidades.

Resgate a sua criança

A criança interior ferida dá indícios de que está ali, esperando a atenção que toda criança precisa. Portanto, para ter uma vida cada vez melhor, é necessário fazer esse movimento, de cuidar da sua criança.

Leia Também

Tenha consciência de que agora você é o adulto responsável por ela e passe a acolhê-la sempre que perceber sua manifestação.

Como fazer isso? Da mesma maneira que cuidamos das crianças.

Por exemplo, quando uma criança cai e machuca levemente o joelho, o que o adulto responsável por ela faz? Geralmente algo assim: a acolhe, diz que está tudo bem, dá um beijinho e a incentiva a levantar e seguir.

Quando você errar algo e estiver se punindo, se criticando ou se “chicoteando” por isso, o que deve fazer? Perceber que é a sua criança que está gritando, focar-se em você mesmo e dizer que está tudo bem, que é normal errar, como todo ser humano, e que você deve seguir o seu caminho.

Intencionalmente, entre em contato com essa parte sua e faça o movimento de abraçar-se. Diga para você mesmo algumas frases como: “eu te vejo, te amo e respeito”, “sou o adulto responsável por você e estou aqui”, “não irei permitir que você seja maltratada”, “eu cuido de você”.

Realize os desejos do passado

Faça a sua criança interior feliz! Agora que você é o adulto responsável por ela, você tem a chance de concretizar agora os sonhos que não foram possíveis anteriormente.

Procure lembrar-se do que gostava e tinha vontade de fazer. E faça! O mais importante: faça de maneira consciente! Quando criança você gostava de ir ao cinema? Então, reserve um momento para, intencionalmente, levar sua criança interior ao cinema.

Gostava de chupar sorvete? Dê esse presente a ela. Tinha o sonho de ir a um parque aquático? Por que não realizá-lo nas próximas férias?

Faça o teste e experimente essas vivências. Certamente perceberá o quão rico é esse processo. Ao cuidar da sua criança interior, te aguardam liberações emocionais, resolução de padrões, mais autocuidado e autorrespeito.

Texto: Bia Albuquerque ( @biaaterapeuta ), humanoterapeuta, psicanalista espiritualista, facilitadora do Círculo da Vida e ledora de baralho terapêutico

LEIA TAMBÉM

Fonte: IG Mulher

Mais Notícias em Mulher

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes