Guia de Raças: Bichon Havanês, um companheiro alegre e divertido

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Guia de Raças: Bichon Havanês, um companheiro alegre e divertido


source
O havanês se dá muito bem com crianças e outros animais
JackieLou DL/Pixabay

O havanês se dá muito bem com crianças e outros animais

Acredita-se que os ancestrais do Bichon Havanês tenham origem na região ocidental do Mediterrâneo e tenham sido trazidos por oficiais do exército espanhol como um presente para famílias de alta classe de Havana, capital de Cuba, ainda no século 18. Após uma série de cruzamentos, já no século 19, nascia o Bichon Havanês como é conhecido até os dias de hoje.

Entre as raças que deram origem a esse cãozinho estão as raças como  Maltês e Bichon Frisé , especula-se também que façam parte da mistura cães da raça Poodle e Tenerifes. O Bichon Havanês é a única raça de cachorros de origem cubana e foi muito popular entre os membros da aristocracia do país por muitos anos.

Em meados do século 20, a raça começou a perder popularidade entre a alta classe, graças a uma nova padronização de raças, que seguia um estilo mais norte americano. O Bichon Havanês passou então a fazer parte das famílias mais humildes e de muitas que fugiram do país durante a revolução de Fidel Castro. Hoje, com a baixa popularidade – entre outros problemas sociais e políticos, o Bichon Havanês corre o sério risco de desaparecer completamente de Cuba.

O curioso é que, após o país de origem da raça tê-lo abandonado e o deixando em risco de extinção, por adotar o estilo dos Estados Unidos, no país do Tio Sam o Havanês se tornou muito popular, chegando a ser uma das 30 raças de cachorro mais procuradas do país. O reconhecimento oficial do Bichon Havanês nos Estados Unidos, pelo American Kennel Club, veio apenas em 1996.

Personalidade do Bichon Havanês

O Bichon Havanês é a única raça de origem Cubana
Jimi Malmberg/Unsplash

O Bichon Havanês é a única raça de origem Cubana

Um cãozinho companheiro, alegre e divertido. Por ser pequeno, o Havanês pode se adaptar bem a ambientes menores, como apartamentos,  mas o ideal para ele são mesmo os ambientes maiores, para que possam correr e brincar à vontade.

A raça se dá muito bem com crianças e outros animais de estimação, especialmente outros cães. Eles adoram estar junto ao resto da família, por isso não são muito indicados para tutores que não terão tempo para dar a atenção que eles precisam.

Leia Também

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

A socialização é muito importante para a raça, pois podem acabar se tornando cães muito tímidos. Além disso, mesmo sendo muito pequenos, eles são bastante protetores e não tendem a latir muito, a menos que sintam que alguma ameaça.

Os pelos longos escondem um corpo forte e musculoso, por isso praticar atividades físicas como  caminhadasbrincadeiras com esse pet é sempre algo necessário. Para quem procura um animal cheio de energia, companheiro e de tamanho pequeno, o Bichon Havanês é uma ótima opção.

Saúde e higiene

Com pelos longos, lisos e de camada dupla que dão um ar mais “cheio” ao pet e ajudam a protege-lo do calor. Caso o tutor escolha por deixar os pelos do pet mais longos,  é importante escová-los ao menos três vezes por semana, para evitar a formação de nós e emaranhados.

Os banhos devem ser dados ao menos um a cada 15 dias, com produtos indicados para cães de pelos longos, como o Bichon Havanês. Entre um banho e outro, é necessário ter atenção aos olhos e orelhas do pet, que precisam ser limpos para evitar o acúmulo de sujeira – lenços úmidos ou gazes são boas opções.

Problemas oculares, como lágrimas,  e de ouvido, como otite canina  e surdez podem afetar o Bichon Havanês. É importante realizar a limpeza ao menos uma vez por semana e, caso o tutor note o acúmulo de cera ou secreções escuras, deve procurar um médico veterinário o quanto antes. Realizar uma tosa na região dos olhos também é indicado, para evitar que os pelos atrapalhem a visão do pet, ou mesmo que machuquem o globo ocular.  

Problemas como displasia também podem afetar o Bichon Havanês, mas, no geral, é uma raça que não tem tantos problemas de saúde, sendo indicado, como qualquer outra raça, que se faça um acompanhamento com visitas regulares ao veterinário.

Fonte: IG PET

Mais Notícias sobre Pet

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes