Veterinária dá dicas para cuidar da saúde dos olhos de animais domésticos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Veterinária dá dicas para cuidar da saúde dos olhos de animais domésticos


source
Exposição ao vento excessivo pode ser prejudicial à saúde dos olhos dos pets
Banco de Imagens/Pexels

Exposição ao vento excessivo pode ser prejudicial à saúde dos olhos dos pets

Cuidar de um cãozinho ou um gatinho vai muito além de dar carinho e alimentá-lo. A atenção com a  saúde dos pets é parte importante da criação, desde as vacinas e remédios contra parasitas e vermes, que devem estar em dia, até exames e outras questões, como o bem-estar da visão e dos olhos do animal.

Um estudo sobre oftalmologia veterinária feito pelos pesquisadores Bruce H. Grahn e Lynne S. Sandmeyer aponta que 25% do filme lacrimal dos cães, substância responsável pela lubrificação ocular e nutrição das córneas, evapora naturalmente. Isso pode provocar diversos problemas nos olhos, que podem evoluir para danos permanentes na visão do pet. De acordo com a veterinária especializada em oftalmologia Carinne Liessi, a prevenção de problemas de vista nos animais é a melhor forma de combate-los. Ela comenta sobre as alterações comportamentais que os tutores devem prestar atenção e dá dicas de como evitar o desenvolvimento de problemas nos olhos dos bichinhos. “As principais alterações que os tutores podem verificar são coceira ocular ou na face, o pet ficar piscando constantemente, intolerância a luz, evoluindo até para apatia e diminuição de apetite. Também é possível observar olhos vermelhos ou até mesmo secreção em excesso nos olhos”, afirma. Confira as dicas da veterinária para prevenir os problemas oculares: – Evite a exposição excessiva ao vento Muito vento nos olhos dos animais – como quando eles viajam de carro com a cabeça para fora da janela ou quando ele fica em um cômodo com ar-condicionado por muito tempo ou ainda na frente do ventilador ligado – pode acarretar ressecamento, coceira e desconforto. “São agravantes em animais com predisposição a afecções oculares”, afirma Carinne. – Cuidado com o uso de sopradores e secadores Quando os tutores dão banho em casa ou levam para algum petshop, é importante se certificar de que a temperatura e intensidade dos sopradores ou secadores está adequada e se não estão direcionando o jato de ar diretamente nos olhos do pet. Do contrário, pode levar o cãozinho a desenvolver coceira nos olhos e na face. – Prevenir é melhor que remediar Para higienização dos olhos e das pálpebras dos animais, é importante utilizar produtos específicos para isso, evitando o surgimento de problemas. Também é possível aplicar, pré ou pós banho, colírios lubrificantes, para lubrificar, hidratar e higienizar a superfície ocular, promovendo alívio e conforto prolongado para o bichinho. – Atenção maior com raças braquicefálicas [de fucinhos achatados] Para os tutores que possuem cães pertencentes a essas raças, como shih tzu, buldogue francês e pug, o cuidado deve ser redobrado. “Observamos que os cães pertencentes às raças braquicefálicas possuem uma incidência maior de doenças relacionados aos olhos devido à exposição do bulbo ocular”, explica veterinária. Entretanto, o cuidado não se limita a elas porque todos os cães são suscetíveis às doenças oculares.

Fonte: IG PET

Mais Notícias sobre Pet

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
  • Facebbok
  • Twiter
  • Youtube
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

canal no youtube

Mais recentes