Deic de Santos já deteve 250 criminosos e apreendeu mais de 1,1 tonelada de drogas desde a sua criação

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Deic de Santos já deteve 250 criminosos e apreendeu mais de 1,1 tonelada de drogas desde a sua criação


Em funcionamento desde fevereiro de 2020, a Divisão também recuperou mais de R$ 320 mil em ativos

A Divisão Especializada de Investigações dDocName%3aUCM 060071 Criminais (Deic) de Santos (Deinter 6), que reúne todas as atividades de polícia especializada, trazendo mais organização e eficiência, foi criada no início do ano passado e, desde então, já deteve 250 criminosos e apreendeu mais de 1,1 tonelada de drogas.

Subordinada ao Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter 6), a Deic de Santos é composta pela junção das Delegacias de Polícia de investigações Gerais (DIG), sobre Entorpecentes (Dise) e sobre Homicídios, além do Grupo de Operações Especiais (GOE).

A unidade especializada foi criada por meio de decreto estadual em fevereiro de 2020 e desde então se encontra em pleno funcionamento. Como resultado, até o final de abril deste ano, as investigações da Deic resultaram na solicitação à Justiça de 251 mandados de prisão temporária e 311 de busca e apreensão, o que permitiu retirar 250 criminosos das ruas e apreender 1.150 kg de drogas, como maconha, crack e cocaína. Além disso, mais de R$ 320 mil em ativos foram recuperados no período, por meio das atividades da Divisão.

Ocorrências de destaque

Desde a sua criação, a Deic de Santos tem atuado em ocorrências de destaque, como a captura de um procurado por tráfico internacional de drogas no dia 2 de maio do ano passado, em Pedro de Toledo. Segundo o apurado o homem fazia parte de uma organização que usava containers para transportar cocaína pura do Porto de Santos para a Europa, África e Cuba.

No final de maio do mesmo ano, 170 kg de maconha foram apreendidos pela especializada durante duas ocorrências distintas que resultaram na prisão de quatro pessoas. Os casos ocorreram em Santos e Guarujá.

A unidade também se destacou no combate a crimes de estelionato, prendendo quatro homens envolvidos com a falsificação de documentos e cartões bancários na cidade de São Vicente, em outubro de 2020. Em outra ação, no mês seguinte, um escritório usado para a prática dos mesmos crimes foi localizado na mesma cidade e resultou na prisão de mais um suspeito.

A retirada de circulação de entorpecentes, como a cocaína, também ressaltou o trabalho realizado pela Deic. Em outubro do ano passado, por exemplo, mais de meia tonelada da droga foi encontrada e apreendida pela especializada em um container de açúcar, no centro de Santos. Em outra ocorrência, em maio deste ano, outros 120 kg do entorpecente foram apreendidos pela Divisão na mesma cidade, em outro container.

Sobre a unidade

A Divisão atua no combate aos crimes de maior relevância: crime organizado, lavagem de dinheiro, homicídio e latrocínio, crimes contra o patrimônio (roubo a banco e roubos de maior repercussão) e tráfico de drogas, além de realizar ações preventivas com o GOE.

Atuando com 98 policiais e 35 viaturas, a unidade funciona em um imóvel localizado na avenida São Francisco, 136, no centro de Santos. O espaço conta com dois pavimentos, 25 salas, oito banheiros e quatro copas.

Mais Notícias de Polícia

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes