Operação Expurgo investiga corrupção passiva de agente de portaria

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Operação Expurgo investiga corrupção passiva de agente de portaria


Manaus/AM – A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta sexta-feira (23/7) a Operação Expurgo, cujo objeto investigado está relacionado a desvio de conduta de um agente de portaria terceirizado, com possível prática do crime de corrupção passiva.

Foram cumpridos dois mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal do Amazonas, todos na cidade de Manaus/AM.

Segundo as investigações, o agente de portaria terceirizado solicitava vantagens ilícitas para agilizar atendimentos de estrangeiros na Superintendência da Polícia Federal do Amazonas.

Constatou-se que, por prestar apoio ao setor de imigração, auxiliando na recepção e organização dos atendimentos, ele tinha acesso direto aos imigrantes. Dessa forma, oferecia agilizar o agendamento em troca de recebimento de vantagem financeira.

O indiciado poderá responder, na medida de suas responsabilidades, pelo crime de corrupção passiva. Se condenado, poderá cumprir pena de até 12 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

Instagram: @pfmazonas | Facebook: /pfamazonas Youtube: /pfamazonas | Twitter: /pfamazonas

[email protected] | www.pf.gov.br

Mais Notícias de Polícia

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes