Polícia Civil detém homem suspeito de invadir contas de email de prefeito de Araçatuba

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Polícia Civil detém homem suspeito de invadir contas de email de prefeito de Araçatuba


WhatsApp Image 2021-01-22 at 11.31.00.jpegEquipe do Grupo de Operações Especiais da Divisão Especializada de Investigações Criminais da Polícia Civil de Araçatuba (GOE/Deic/Deinter 10) deteve, nesta
sexta-feira (22), um homem suspeito de invadir contas de e-mail e das redes socais do prefeito e da primeira-dama, daquela municipalidade.

O rapaz foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos, e teria confessado os crimes, alegando que agiu por vingança.

O prefeito procurou a polícia no último dia 7, para denunciar que estava sendo vítima de extorsão. Na ocasião, ele relatou que em 20 de dezembro, uma pessoa desconhecida havia invadido sua conta antiga de e-mail, alterando a senha e impedindo o acesso. Ele também relatou que mudou a plataforma de domínio do e-mail e retomou o acesso, mas 40 minutos depois foi novamente bloqueado pelo autor, que também invadiu e “sequestrou” o e-mail e redes sociais de sua esposa.

Em seguida, o casal e um dos filhos passaram a receber mensagens pelo WhatsApp, com exigência de pagamento de R$ 70 mil para que não fossem publicadas no Facebook da primeira dama, supostas informações sobre o prefeito, com o intuito de prejudicá-lo política e pessoalmente.

Investigação

Com base nas informações passadas à polícia, o Seccold (Setor Especializado de Combate aos Crimes de Corrupção, Organização Criminosa e Lavagem de
Dinheiro) da Deic de Araçatuba iniciou as investigações e identificou o autor do crime, que tem 27 anos e mora no bairro São Joaquim.

Um mandado de busca e apreensão foi solicitado à Justiça, concedido e cumprido no início da manhã desta sexta-feira. Na casa, equipe do
GOE/Deic apreendeu um notebook, um celular, dois passaportes, um cartão de visita da embaixada americana em Brasília e R$ 10 mil em dinheiro.

O investigado admitiu ter hackeado as contas do prefeito e da primeira-dama para extorqui-los, por vingança.

Os objetos apreendidos foram apresentados no plantão policial e serão periciados. 

Mais Notícias de Polícia

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

canal no youtube

Mais recentes