Polícia Civil realiza operação Interestadual e prende golpistas

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Polícia Civil realiza operação Interestadual e prende golpistas


dDocName%3aUCM 055489Na manhã desta segunda-feira (26), a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia de Presidente Epitácio (Deinter 8), deflagrou a “Operação Heritag”, que investiga crimes de estelionato e associação criminosa.

Com apoio logístico e operacional da Delegacia de Investigações Criminais do Balneário Camboriú/SC, duas pessoas investigadas foram presos naquela cidade litorânea, em cumprimento a mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça.

As investigações tiveram início em março, quando uma moradora de Presidente Epitácio (76 anos), foi vítima de um golpe praticado pela quadrilha que lhe acarretou um prejuízo de mais de R$ 30 mil.

A vítima foi abordada por um dos criminosos que lhe fez promessa de pagamento de uma recompensa, caso ela o ajudasse naquele momento, com um pagamento antecipado.

Com uma ação coordenada entre os golpistas, em que cada um dos membros era responsável por um personagem diferente, os indivíduos convenceram a vítima a efetuar saques bancários em espécie, e a entregar-lhes o dinheiro sob a promessa de que receberia uma suposta recompensa maior do que o valor investido.

Comunicado o fato, policiais civis da Delegacia de Polícia de Presidente Epitácio passaram a realizar um extenso trabalho de campo, principalmente, em face do trajeto percorrido pelos golpistas na cidade, logrando êxito em apurar que a ação criminosa foi perpetrada por quatro indivíduos, e na identificação dos veículos utilizados pelos mesmos na ocasião.

Com cooperação técnica da Polícia Rodoviária do Estado de São Paulo, foram obtidas imagens do caminho percorrido pelos veículos neste Estado, inclusive com imagens dos ocupantes, confirmando, ainda, o itinerário interestadual.

Com a cooperação técnica de policiais civis do Rio de Janeiro, Paraná e Mato Grosso, e ainda da PRF, outras informações foram colhidas identificando o envolvimento dos suspeitos em outros delitos semelhantes naqueles Estados, assim como, o vínculo associativo entre eles para a prática de infrações penais.

Esse extenso trabalho resultou na identificação de três dos autores do estelionato praticado na cidade Epitaciana.

Ante representação policial, a Justiça local decretou a prisão temporária dos qualificados. Dois deles foram presos em santa Catarina.

Eles serão recambiados para este Estado e novas diligências serão realizadas na tentativa de prender os demais partícipes.

Mais Notícias de Polícia

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes