Polícia Federal deflagra a Operação KHOPESH no Pará

Compartilhe

Belém/PA – Nesta sexta-feira, 8/7, a Polícia Federal prendeu uma pessoa durante cumprimento de um mandado de busca e apreensão na residência de investigados por crimes relacionados ao estupro de vulnerável, produção e armazenamento de imagens e vídeos contendo cenas de abuso e exploração sexual infantil. A ação é resultado da operação KHOPESH que foi deflagrada na região da grande Belém no Estado do Pará.

Com a utilização de diferentes meios de obtenção de provas – incluindo avançadas ferramentas tecnológicas – foi possível rastrear a atuação dos investigados na rede e fazer a sua identificação.

Se confirmada a hipótese criminal, o investigado poderá responder pelos crimes de estupro de vulnerável, além de produção e armazenamento de pornografia infantil. Esses crimes possuem penas máximas que, somadas, chegam a 27 anos de prisão.

Os celulares e computadores apreendidos serão encaminhados para a realização dos exames periciais visando à coleta de provas digitais, as quais ficam armazenadas nos equipamentos eletrônicos.

A Polícia Federal tem como prioridade o combate aos crimes relacionados ao abuso e à exploração sexual infantil, visando identificar vítimas vulneráveis e prender abusadores fazendo cessar o cometimento de tais ações.

Somente no ano de 2022, a Polícia Federal cumpriu, no Pará, 16 mandados de busca e apreensão e prendeu 5 pessoas, visando apurar crimes relacionados ao abuso sexual infantil.

Ressalta-se a importância da participação da sociedade ao denunciar toda e qualquer forma de violência praticada contra crianças e adolescentes, pelo número 3214-8014. As investigações seguem em andamento.

O nome da operação remete a arma egípcia utilizada em batalhas na antiguidade.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Fone: 91 98586-5044
Email: [email protected]

Fonte: Polícia Federal

Compartilhe!
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes