Polícia Federal realiza operação para desarticular grupo que promovia “turismo de caça”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Polícia Federal realiza operação para desarticular grupo que promovia “turismo de caça”


Itajaí/SC – Na manhã de hoje (10/8), a Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar Ambiental e do ICMBio, cumpriu três mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal em Itajaí/SC. A ação tem o objetivo de desarticular grupo armado constituído com a finalidade de caçar animais silvestres no interior do Parque Nacional da Serra do Itajaí, além de comercializar o produto da caça.

Os investigados também são suspeitos de promover o “turismo de caça” dentro dos limites do parque, guiando e auxiliando pessoas de outras localidades que visitavam o local com a intenção de abater animais silvestres.

A operação conta com a participação de oito policiais federais, além de servidores do Polícia Militar Ambiental e do ICMBio, instituições que apoiaram a PF durante a investigação. Um dos mandados foi cumprido no município de Guabiruba/SC e os outros dois em Blumenau/SC. Durante as buscas em imóvel residencial localizado no município de Guabiruba/SC foram apreendidos pedaços de carne de 9 mamíferos, dentre eles cotias, quatis e macucos, além de uma carcaça de veado e pedaços de 3 aves ainda não identificadas, bem como rádios comunicadores, duas armas longas e 98 munições calibre 12.

Os fatos conduziram à prisão de um homem de 58 anos de idade, que foi levado à sede do ICMBio no Parque Nacional para a lavratura do flagrante pela Polícia Federal. O passo seguinte na investigação será a identificação, localização e responsabilização criminal das pessoas que utilizaram os serviços dos investigados, seja adquirindo produtos fruto de caça ilegal, seja frequentando o Parque Nacional da Serra do Itajaí com o objetivo de abater animais silvestres.

Os delitos apurados no inquérito policial instaurado são crimes ambientais e de associação criminosa, capitulados nos artigos 29, § 4º, inciso V, da Lei 9.605/98 e 288, parágrafo único, do Código Penal, que somados têm pena máxima de 9 anos e meio de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Itajaí/SC

Contato:  [email protected] | www.pf.gov.br 47-3249-6796

Mais Notícias de Polícia

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes