Sorocaba: Prefeitura fecha 176 estabelecimentos por não atender ao decreto municipal

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
sorocaba, decreto,

Sorocaba: Prefeitura fecha 176 estabelecimentos por não atender ao decreto municipal

O decreto municipal 25.799, em vigor, condiciona o funcionamento de estabelecimentos essenciais vistoriados pela Sesu

Contando com o apoio da população para que se evite aglomerações e  diminua a transmissão do novo coronavírus, a Prefeitura de Sorocaba, por  meio da Fiscalização da Secretaria de Segurança Urbana (Sesu), está nas  ruas, rotineiramente, fiscalizando os comércios para que cumpram todas às  determinações sanitárias para que diminuir os casos da Covid-19.

Nesta terça-feira (07), foram fiscalizados os comércios dos bairros Wanel  Ville, Jd. Maria Eugênia, Vila Santana, Pq. Laranjeiras, Jd. Santa Cecília. A  Fiscalização fechou 15 estabelecimentos por desacordo ao que determina o  decreto municipal. Além disso, 5 estabelecimento foram  reabertos por  já  readequarem aos procedimentos.

Desde o estabelecimento do decreto 25.799 que faz com que a Fiscalização  se torne mais rígida, podendo funcionar somente produtos/ serviços  considerados essenciais, o setor da Fiscalização já visitou 176  estabelecimentos de 29 de junho até esta terça-feira (7).

Conforme o chefe de Divisão de Posturas Mobiliárias e Imobiliárias,  Fabiano Proença, os fiscais atuam na orientação e já fecham os  estabelecimentos na primeira visita, caso não estejam respeitando o  decreto, além da notificação para que se regularizem. A reabertura  acontece em uma segunda visita que deverá ser solicitada ao setor, após  atendimento das regras estabelecidas.

Já puderam ser reabertos 45 estabelecimentos que compreenderam a  emergência sanitária do momento e passaram a atender conforme as  normas preconizadas pelas autoridades sanitárias. Nestas ações, foi  orientado o distanciamento social como atitude primordial para não transmissão, uso de álcool em gel 70% , uso de máscaras faciais e a  recomendação de que para  melhorar os números alarmantes, todos devem  colaborar, fazendo o distanciamento social.

O diretor de área da Fiscalização, Deny Silva, explica que a pretensão da  Fiscalização é atuar em todas as regiões da cidade e enumera que estas  ações já ocorreram na região central,  no  Wanel Ville, no Jd. Ipiranga, no Jd.  Simus, no Júlio de Mesquita, no Jd. Prestes de Barros, além de ações no  Jd. Boa Esperança, Éden, Jd. Maria Antônia Prado, Jd. Sta. Lucília etc. Houve  ação da Fiscalização, também, em grandes corredores comerciais como em  toda a extensão das avenidas São Paulo, Av. Juscelino Kubitschek, Av.  General Carneiro, Av. Elias Maluf, Av. Paulo Emanuel de Almeida, Itavuvu e,  em ruas na como a  rua Cel. Nogueira Padilha e  Américo Figueiredo.

Os canais para denúncias da ilegalidade de funcionamento devem ser  feitas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelos canais da ouvidoria via   http://www.sorocaba.sp.gov.br/atendimento/, via whatsapp (15) 99129-2426  e pelo telefone 156. E, aos finais de semana e feriados, pelo número 153 da  GCM.

noticias.sorocaba.sp.gov.br fiscalizacao 18f2acf2 07eb 463b 80dc e6754a84f94e
#Fiscalização #

(Fonte: Secom/PMS)

Mais Notícias de Sorocaba e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes