WhatsApp lança pacote de figurinhas para as eleições 2020

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

WhatsApp lança pacote de figurinhas para as eleições 2020

TSE e WhatsApp lançam pacote com 23 figurinhas sobre as eleições municipais de 2020

TSE e WhatsApp lançam pacote com 23 figurinhas sobre as eleições municipais de 2020
Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o WhatsApp anunciam nesta sexta-feira (16) o lançamento de um pacote de figurinhas sobre as eleições municipais de 2020

O pacote Eleições 2020 traz 23 figurinhas que fornecem orientações sobre data e horário de votação, alertam para condutas proibidas como boca de urna e reforçam medidas sanitárias para votar com segurança por conta da pandemia de covid-19.

Os desenho também estimulam os usuários a verificarem a veracidade de qualquer informação compartilhada na plataforma, além de reforçar o lema da campanha sobre o voto consciente.

O download do pacote completo de figurinhas pode ser feito aqui.

“Parafraseando Milton Nascimento, a Justiça Eleitoral deve estar aonde o povo está. E fazer uso de todos os meios, canais e formatos que se aproximem da realidade dos eleitores, entregando informações relevantes de maneira objetiva e simples. Nesse sentido, a disseminação das figurinhas é mais um passo para cumprir a missão da nossa comunicação, pública, gratuita, de qualidade e a serviço da sociedade”, explica o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE.

A iniciativa faz parte de uma parceria inédita entre o TSE e o WhatsApp para reforçar o combate à desinformação e incentivar a circulação de informações oficiais, verídicas e checadas sobre o processo eleitoral.

Tirando dúvidas

Recentemente anunciada, a aliança entre a Corte Eleitoral e o aplicativo de mensagens privadas engloba a criação do “Tira-dúvidas no WhatsApp“, um chatbot – assistente virtual – para facilitar o acesso dos eleitores a informações relevantes, que vão desde data, horário e local de votação, à checagem de notícias falsas sobre as eleições municipais de 2020.

Além do chatbot, foi desenvolvido um canal específico para que o TSE colete denúncias sobre contas suspeitas de realizar disparos em massa, uma conduta proibida pela lei eleitoral e pelos Termos de Serviço do aplicativo. Após o recebimento das denúncias, o WhatsApp conduzirá uma apuração interna para verificar se as contas indicadas violaram as políticas do aplicativo e, se for o caso, bani-las da plataforma.

Tecnologia e Ciência

Fonte: R7

Mais Notícias sobre TECNOLOGIA

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes