WhatsApp permitirá que usuários façam compras dentro do aplicativo

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

WhatsApp permitirá que usuários façam compras dentro do aplicativo

Usuários do WhatsApp poderão fazer compras no Facebook Shops sem sair do aplicativo

Usuários do WhatsApp poderão fazer compras no Facebook Shops sem sair do aplicativo
Dado Ruvic/Reutes – 15.09.2017

O Facebook disse nesta quinta-feira (22) que o WhatsApp irá oferecer compras e serviços de hospedagem dentro do aplicativo, à medida que aumenta sua receita enquanto une a infraestrutura de comércio eletrônico da empresa.

Empresa de Mark Zuckerberg vem tentando aumentar as vendas de unidades de grande crescimento, como Instagram e WhatsApp, que comprou em 2014 por 19 bilhões de dólares, mas tem demorado para monetizar.

Com as mudanças, o WhatsApp permitirá que empresas vendam produtos dentro do aplicativo por meio do Facebook Shops, uma loja online lançada em maio para oferecer uma experiência de compra unificada entre os aplicativos da própria rede social.

A empresa também entrará no setor de computação em nuvem, oferecendo às empresas que usam suas ferramentas de mensagens de atendimento ao cliente a capacidade de armazenar essas mensagens nos servidores do Facebook.

O vice-presidente de operações do WhatsApp, Matt Idema, disse em entrevista que o recurso de compras começará a ser lançado este ano, enquanto a hospedagem de mensagens estará disponível em 2021.

Idema disse que o WhatsApp oferecerá o serviço de hospedagem gratuitamente para tentar atrair novos clientes pagantes para suas ferramentas corporativas, que cobra alguns centavos de dólar por cada mensagem entregue.

O aplicativo tem uma base de clientes pagos relativamente pequena de dezenas de milhares de empresas, enquanto dezenas de milhões usam suas ferramentas gratuitas destinadas a pequenas empresas.

No total, mais de 175 milhões de pessoas interagem diariamente com uma empresa no WhatsApp, disse Idema.

“A receita hoje é pequena, em comparação com o Facebook em geral, mas achamos que a oportunidade é muito grande”, disse.

Tecnologia e Ciência

Fonte: R7

Mais Notícias sobre TECNOLOGIA

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes