STF pede 7 mil doses da vacina contra covid-19 para funcionários

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

STF pede 7 mil doses da vacina contra covid-19 para funcionários


O STF (Supremo Tribunal Federal) solicitou à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no último dia 30, a reserva de sete mil doses da vacina contra o novo coronavírus para imunizar funcionários da Suprema Corte e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

O documento é assinado pelo diretor-geral do STF, Edmundo Veras dos Santos Filho. Ele justifica o pedido por funcionários do STJ e CNJ desempenharem papel fundamental no país e que “têm entre suas autoridades uma parcela considerável de pessoas classificadas em grupos de risco”.

Leia mais: Pedido de registro da CoronaVac será apresentado hoje à Anvisa

“Tal ação tem dois objetivos principais. O primeiro é a imunização do maior número possível de trabalhadores de ambas as casas, que desempenham papel fundamental no país e têm entre suas autoridades e colaboradores uma parcela considerável de pessoas classificadas em grupos de risco”, afirma Filho.

“Adicionalmente, entendemos que a realização da campanha por este Tribunal é uma forma de contribuir com o país nesse momento tão crítico da nossa história, pois ajudará a acelerar o processo de imunização da população e permitirá a destinação de equipamentos públicos de saúde para outras pessoas, colaborando assim com a Política Nacional de Imunização”, acrescenta.

Veja também: Do 1º caso à vacina: SP é o ponto de partida da pandemia no Brasil

A reportagem questionou se o órgão já recebeu alguma resposta da Fiocruz, mas não obteve resposta. Caso a reserva de sete mil doses de vacina seja efetivada, isso pode significar, na prática, que outros grupos prioritários sejam prejudicados.

No documento, o diretor-geral do STF diz ainda que, caso a reserva seja feita, funcionário da SIS (Secretaria de Serviços Integrados de Saúde) pode retirar as doses da vacina nas dependências da Fiocruz, no Rio de Janeiro. 

Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
Fonte: R7

Mais Notícias de BRASIL

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes