Search
Close this search box.

Moradora desaparece após ser arrastada pela enxurrada em Salto de Pirapora

Compartilhe

Moradora desaparece após ser arrastada pela enxurrada em Salto de Pirapora

Moradora desaparece após ser arrastada pela enxurrada em Salto de Pirapora

Uma mulher desapareceu após ter sido arrastada pela enxurrada e cair no córrego do Jardim Paulistano, em Salto de Pirapora (SP), na noite deste domingo (12). Até a manhã desta segunda-feira (13), ela ainda não havia sido encontrada.

De acordo com moradores e com a Guarda Civil Municipal, a moradora estava nas redondezas da praça e se arriscou a atravessar a enxurrada, mas acabou sendo levada pela água, por volta das 19h.

Equipes da Defesa Civil, da Guarda Civil Municipal, da Patrulha Rural e do Corpo de Bombeiros estiveram no local procurando pela moradora na noite de domingo, mas as buscas foram interrompidas por conta da escuridão.

A força da água também levou parte das muretas da praça e invadiu algumas casas do bairro. Segundo moradores, a chuva começou por volta de 16h e seguiu até 20h.

Estragos em Sorocaba

1 Moradora desaparece apos ser arrastada pela enxurrada em Salto de Pirapora

As fortes chuvas também provocaram estragos em outras cidades da região. Em alguns bairros, foram registrados alagamentos, quedas de árvores e a água da chuva invadiu casas.

Em Sorocaba (SP), o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) informou que o nível do rio estava cerca de dois metros acima do normal e que a vazão da Represa de Itupararanga para o Rio Sorocaba chegou a 18,15m³/s.

Devido a alagamentos, a Avenida Dom Aguirre, entre a Praça Dom Tadeu Strunck e a Rua Padre Madureira, ficou temporariamente interditada.

O trânsito de veículos também foi interrompido na Rua Dr. Álvaro Soares, no acesso à Praça Liosn, assim como na Avenida Juvenal de Campos, da Ponte Dante Sola até a Praça Dom Tadeu Strunck; na Avenida Quinze de Agosto, da Rua Rita de Carvalho Monteiro até a Seiren; na Praça Dom Tadeu Strunck, sentido para a Rua Paulo Monte Serrat; na Rua Newton Prado com a Rua Paulo Setúbal, sentido Praça Dom Tadeu Strunck; e na Avenida Dom Aguirre com a Rua João Gabriel Mendes. Agentes de trânsito orientaram o trânsito nesses locais.

Equipes da prefeitura também atuaram em pontos de alagamento no Jardim São Carlos, Jardim Marli, Jardim Lopes de Oliveira, Parque Vitória Régia, Jardim dos Estados, Brigadeiro Tobias, Jardim Faculdade, Jardim Sandra e Parque Manchester.

Até o momento, não há informações de desabrigados na cidade. As famílias afetadas por alagamentos já estão sendo atendidas e amparadas pela Secretaria de Cidadania (Secid), junto à assistência social e ao Fundo Social de Solidariedade (FSS) e demais equipes da prefeitura.

Os terminais municipais de ônibus operam normalmente, porém, algumas linhas tiveram desvios temporários: 21 (evitando a travessa 7, faz ponto final na “Congregação”; 37 (trecho até o Condomínio Itambé); 51, 80 e 82 (ponto final na Rua Quero/Quero); 33 (ponto final no Pesqueiro Play Fish); 34 (não atendendo temporariamente a Estrada do Manequinho) e L304, que segue via Rodovia Dr.Celso Charuri.

A população pode colaborar com doações ao FSS, pelo telefone (15) 3238-2503 ou pelo WhatsApp (15) 99108-4462 ou, ainda, presencialmente no Espaço Solidário, localizado na Avenida Rudolf Dafferner, 65, no Alto da Boa Vista, das 8h30 às 16h30. O telefone da Defesa Civil para situações que demandem urgência é o 199.

Na região

Em Votorantim (SP), a Rua Antônio Maganhato, na Vila Garcia, ficou tomada pela lama, o que impediu a passagem de veículos no local. De acordo com a vizinhança, o problema se repete na região toda vez que chove.

A Estrada Kotaro Iwamoto, que liga Mairinque (SP) a Ibiúna (SP), também ficou alagada. Ainda em Mairinque, a água tomou conta da Avenida Milton Cardoso Leite e foram registradas quedas de árvores nos bairros São Camilo e Três Lagoinhas.

Após as fortes chuvas, a Prefeitura de Mairinque pediu para a população que necessitar de apoio entrar em contato com a Defesa Civil (199), GCM (153), Bombeiros (193) ou Assistência Social (471-828-84).

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), choveu 74,8 mm em Salto de Pirapora em 24 horas e 64,2 em Itu (SP) durante 12 horas. Mairinque registrou 79 mm de chuva.

Do G1

Mais Notícias de Sorocaba e Região

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:

Compartilhe!

PUBLICIDADE

canal no youtube