Calma e respire fundo: cinco roteiros a serem seguidos após uma colisão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Calma e respire fundo: cinco roteiros a serem seguidos após uma colisão


source


O primeiro passo a ser feito após uma colisão é tirar os veículos envolvidos da rua
Divulgação

O primeiro passo a ser feito após uma colisão é tirar os veículos envolvidos da rua

Nem sempre podemos evitar os acidentes de trânsito e não custa lembrar que é sempre prudente manter sempre a calma por pior que seja a gravidade do problema. Um estudo realizado pela Confederação Nacional do Transporte, registrou cerca de 1,4 milhão de ocorrências nos últimos dez anos, apenas nas rodovias federais brasileiras.

Pensando nisso, o Zul+, uma plataforma voltada para prestação de serviços automotivos em geral listou cinco etapas para o motorista seguir após uma batida de trânsito.

Se for possível, retire o carro: obstruir o tráfego e comprometer a segurança gera quatro pontos na CNH e multa de R$130,16
Reprodução: ACidade ON

Se for possível, retire o carro: obstruir o tráfego e comprometer a segurança gera quatro pontos na CNH e multa de R$130,16

1. Tire o veículo da via

O primeiro passo a ser feito após uma colisão é tirar os veículos envolvidos da rua, pois obstruir o tráfego e comprometer a segurança dos outros veículos é uma infração com quatro pontos na carteira de motorista, além de multa de R$130,16. Quando não for possível, coloque o triângulo posicionado a pelo menos 30 metros e o pisca alerta ligado.


Ligue imediatamente para o Samu (192) ou Corpo de Bombeiros (193) caso haja algum ferido mais grave
Leonardo Alvarenga/Web Repórter

Ligue imediatamente para o Samu (192) ou Corpo de Bombeiros (193) caso haja algum ferido mais grave

2. Preste socorro

Caso haja algum ferido no acidente, ligue para o Samu (192) ou Corpo de Bombeiros (193) . Verifique se o ferido está consciente e consegue se mexer. Do contrário, não o retire da posição, e deixe isso apenas aos socorristas. Além de um processo penal, não prestar os devidos cuidados e fugir do local gera multa de R$ 1.467,35 e cassação da CNH.


Você viu?

É sempre importante ter os registros para o caso de uma possível ação judicial
undefined

É sempre importante ter os registros para o caso de uma possível ação judicial

3. Converse com o outro motorista

Se tudo ok, com calma e converse sobre o culpado e quem vai arcar com os prejuízos. Anote o nome completo e telefone do motorista, placa e modelo do carro e do local exato do acidente . Mesmo que os envolvidos tenham entrado em acordo é sempre importante ter os registros para o caso de uma possível ação judicial, inclusive, é indicado fotografar o acontecimento .


Mesmo que não seja obrigatório, algumas seguradoras exigem um boletim de ocorrência para o processo de indenização
Divulgação

Mesmo que não seja obrigatório, algumas seguradoras exigem um boletim de ocorrência para o processo de indenização

4. Faça um boletim de ocorrências

Em conjunto com os demais envolvidos, é possível ir a uma delegacia fazer o Boletim de Ocorrência ou realizá-lo pela internet, através do portal da Polícia Civil. Mesmo que não seja obrigatório, algumas seguradoras exigem um boletim de ocorrência para o processo de indenização.


Após a negociação com os demais envolvidos, o responsável deve acionar o seguro para arcar com o prejuízo dos veículos
Divulgação

Após a negociação com os demais envolvidos, o responsável deve acionar o seguro para arcar com o prejuízo dos veículos

5. Acione o seguro do seu carro

Após a negociação com os demais envolvidos, o responsável deve acionar o seguro para arcar com o prejuízo dos veículos. Vale destacar que é necessário ter uma cobertura para terceiros para que a seguradora também assuma o conserto dos demais envolvidos.

Caso você não tenha esse tipo de seguro , é possível que os demais envolvidos acionem o próprio seguro e o responsável pague o valor da franquia estabelecido em contrato. No caso de você não ter seguro algum, é possível determinar se o responsável vai levar os veículos para uma oficina mecânica de sua confiança ou se cada envolvido pode decidir onde o conserto será feito.

Fonte: IG CARROS

Mais Notícias em CARROS

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área de comentários
Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

canal no youtube

Mais recentes