Entenda a importância de não deixar animais sozinhos em casa

Compartilhe

Entenda a importância de não deixar animais sozinhos em casa
Redação EdiCase

Entenda a importância de não deixar animais sozinhos em casa

Veterinária explica que ausência do tutor pode ser prejudicial para a saúde de cães e gato

Antes da adoção, o tutor deve ter a certeza de que poderá atender às necessidades do animal de estimação, pois cachorros e gatos são bichos que demandam tempo, atenção e carinho. Além disso, eles ficam tristes quando são deixados sozinhos, e essa solidão pode ser bastante prejudicial para a saúde deles.

“Ficando mais tempo sozinhos, os animais podem ficar sem comer ou beber água durante um longo período, levando a um quadro de hipoglicemia e desidratação”, alerta Juliana Bulhões, médica veterinária do Hospital Veterinário, Pet Shop & Hotel Sena Madureira.

Ainda de acordo com a profissional, os animais também podem tentar fugir de casa para procurar o tutor e sofrer acidentes. Além do mais, são considerados maus-tratos manter os animais em isolamento ou negligenciar necessidades básicas. Tais atitudes também configuram crime, de acordo coma Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, com pena de reclusão, de 2 a 5 anos, multa e proibição da guarda.

Por quanto tempo animais podem ficar sozinhos?

Segundo a médica veterinária Juliana Bulhões, os cães são animais dependentes e ficam tristes com a ausência do tutor. Por isso, podem ficar sozinhos somente um curto período, no máximo 24 horas. Já os gatos, que são mais independentes, conseguem ficar sozinhos por um pouco mais de tempo, até 72 horas.

> Adoção de cachorro: veja como escolher entre macho e fêmea

Deixe comida, água e brinquedos à disposição

É importante lembrar que caso o cachorro ou gato precise ficar sozinho em casa por algumas horas – enquanto o tutor trabalha ou estuda, por exemplo –, é necessário deixar à disposição do animal água, comida e mantê-lo em um ambiente ventilado e protegido de alterações climáticas.

Nesses casos, para amenizar a solidão, o tutor também pode deixar alguns brinquedos para entreter o bichinho. A médica veterinária do Hospital Veterinário, Pet Shop & Hotel Sena Madureira sugere opções com petiscos para os cães e, para os gatos, “brinquedos que contenham em seu interior a erva catnip, que promove relaxamento e deixa os animais felizes”.

Onde deixar animais de estimação na ausência do tutor?

Se precisar se ausentar por diversos dias, o tutor precisará encontrar formas para garantir que o animal seja cuidado por alguém. Não pode, em hipótese alguma, manter o cachorro ou gato solitário em casa durante uma viagem, por exemplo. De acordo com Juliana Bulhões, se possível, é indicado manter o gato em seu ambiente com um cuidador, pois o estresse de mudá-lo de local também pode ser prejudicial para a saúde do felino.

“Podem ficar sem se alimentar ou apresentar retenção/obstrução urinária”, afirma. Já o cachorro, conforme explica a médica veterinária, sentirá menos falta do tutor se ficar em um hotel, pois poderá participar de atividades de recreação e interagir com outros animais.

Confira mais notícias para cuidar dos pets na  revista ‘Guia dos Pets’

Fonte: IG PET

Compartilhe!
Área de comentários

canal no youtube

Mais recentes